Fim de uma era: última máquina de escrever é produzida no Reino Unido

Por Redação | 22 de Novembro de 2012 às 15h49
photo_camera Blog O Tempo não Existe

O universo da tecnologia se move a passos largos e todos os dias somos bombardeados com novidades. Mas, sem dúvida, alguns equipamentos irão ficar para sempre marcados na memória de gerações inteiras, como é o caso da máquina de escrever.

No Reino Unido, uma fábrica de máquinas de escrever, a Brother, decidiu encerrar suas atividades e a última unidade produzida será doada para o Museu de Ciência de Londres. A empresa afirma que produziu 5,9 milhões de máquinas desde que abriu suas portas em 1985.

O museu que irá receber a peça afirma que ela representa o fim de uma era tecnológica que modificou a vida de muita gente. "Se as pessoas me perguntarem, eu poderei dizer, mesmo soando estranho, que eu fiz a última máquina de escrever do Reino Unido", afirmou à BBC Edward Bryan, funcionário da fábrica desde 1989.

A Brother afirmou que decidiu parar sua produção no país devido à queda significativa da demanda, mas segundo a companhia, as máquinas de escrever ainda encontram um bom mercado nos Estados Unidos - algo muito interessante, já que foi exatamente por lá que surgiram as principais empresas de tecnologia do mundo. A fábrica britânica ainda continuará a ser usada com reciclagem de cartuchos de impressoras.

Máquina de escrever

A última peça irá se juntar a um acervo com outras 200 máquinas

A última máquina a ser produzida no país irá integrar uma coleção com 200 outras peças no museu londrino e ajudará os curadores e historiadores a contar a trajetória de mais de 130 anos de um equipamento que até hoje desperta atração e nostalgia em muitas pessoas.

Que se tem notícia, a primeira máquina de escrever do mundo foi inventada nos Estados Unidos em 1830 por William Burt. O equipamento revolucionário não teve muito sucesso mercadológico até o ano de 1870 quando os inventores Christopher Sholes - também invetor do teclado QWERTY - e Carlos Glidden fecharam um acordo com a Remington para a produção em massa de suas máquinas.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.