Estados Unidos tem primeira biblioteca sem livros físicos

Por Redação | 15.01.2014 às 09:10

Com um nome bastante sugestivo, a BiblioTech foi inaugurada recentemente na cidade de San Antonio, no Texas, Estados Unidos. A proposta é a de ter em seu acervo apenas livros digitais, o que fez dela a primeira biblioteca pública 100% digital nos Estados Unidos.

Segundo o New York Post, ela se parece muito mais com uma loja da Apple do que com uma biblioteca tradicional: lá, se enfileiram iMacs e iPads para uso no local e centenas de outros tablets estão separados para o empréstimo, que pode ser feito por qualquer pessoa com um cadastro. Até mesmo as roupas de funcionários lembram as Apple Stores, com cores que combinam com o ambiente.

A BiblioTech está localizada na região mais pobre de San Antonio, com o objetivo de proporcionar o acesso a tecnologia (e, claro, aos livros) a membros carentes da comunidade. A cidade é a sétima maior do país, mas está em 60º lugar no ranking de alfabetização nos EUA.

Esse não é o primeiro projeto de biblioteca digital pública na América do Norte: há quase 10 anos, uma biblioteca sem livros foi projetada no Arizona, mas a população pediu que exemplares físicos fossem incluídos. O público ainda não estava pronto para a novidade na época, mas hoje a BiblioTech foi recebida com festa.

Apenas alguns meses após sua inauguração, a BiblioTech já tem quase 100 mil visitantes cadastrados. Já é difícil até mesmo encontrar um iMac disponível entre os 48 instalados no local.

Além disso, embora a tecnologia usada seja de ponta, o custo de criar (e manter) uma biblioteca digital é muito mais baixo do que os custos de uma biblioteca tradicional. Embora ainda seja necessário investir em equipamentos e pagar praticamente o mesmo pela compra de títulos digitais do que pelos impressos, o governo economizou milhões de dólares na estrutura do prédio.

O espaço pode ser muito menor e ter uma estrutura mais simples, já que não necessita de prateleiras para abrigar a sua coleção de 10 mil livros. Em Austin, uma biblioteca com abertura prevista para 2016 está sendo construída por um custo de US$ 120 milhões. A BiblioTech custou apenas US$ 2,3 milhões aos cofres públicos. Em uma pequena cidade próxima a San Antonio, uma biblioteca muito menor foi inaugurada recentemente e seu custo superou a BiblioTech em quase US$ 1 milhão.