Empresa lança “cigarro de maconha eletrônico” na Europa

Por Redação | 01.07.2014 às 14:13

A empresa holandesa E-Njoint BV anunciou seu novo produto: um cigarro eletrônico de cannabis. Segundo as informações da empresa em seu site, o “baseado eletrônico” não contém tabaco ou nicotina e nem o THC – princípio ativo da cannabis, o que faz com que o produto seja 100% legal, afirma a empresa.

A E-Njoint afirma que o produto é desenvolvido utilizando apenas componentes naturais e vapor de água, segundo matéria do Daily Mail. O produto tem uma aparência semelhante ao cigarro comum, em formato de cone. Ele está disponível em duas versões, descartável ou recarregável, em que o cliente pode enchê-lo com conteúdo de cannabis líquida ou ervas secas, explica a empresa.

Para se tornar mais atraente, o produto está disponível em seis sabores diferentes de fruta, como melancia, maracujá, maçã verde e cereja. Além dos sabores, o “baseado eletrônico” tem o desenho de uma folha de maconha na ponta e que se acende toda vez que o usuário traga o vapor.

Segundo a empresa, o produto é “inofensivo e 100% legal” e no momento está à venda em festas, bares, eventos de música e baladas, mas apenas na Europa. Para o CEO da E-Njoint, Menno Contant, a Holanda tem um histórico de tolerância em relação a drogas leves e o produto segue isso. Ele ainda afirmou que se você não prejudicar outras pessoas e se manter “dentro dos limites legais, tudo ficará bem”.

A produção diária do cigarro eletrônico de cannabis é de 10 mil unidades, fabricados em uma empresa chinesa. Segundo O Globo, o preço do “baseado eletrônico” descartável é € 8,95 (cerca de R$ 27), enquanto o modelo recarregável está em falta no mercado.

Há informações que a E-Njoint esteja em conversação com a Tikun Olan, empresa focada no uso medicinal da maconha, para produzirem juntas produtos para área da saúde.