Drone cai na cabeça de triatleta na Austrália

Por Redação | 09 de Abril de 2014 às 09h09

A crescente população de drones, mesmo que ainda tímida, começa a trazer dor de cabeça para algumas pessoas - literalmente. O triatleta Raija Ogden foi atingido por um desses veículos aéreos não tripulados (VANT) no domingo (07) enquanto competia a prova Endure Batavia Triathlon em Geraldton, na Austrália.

O drone era operado por uma companhia que fazia a cobertura da prova quando caiu. O piloto remoto, Warren Abrams, alega ter perdido o controle do canal de comunicação com o veículo. Segundo informações do CNet, há possibilidade da máquina ter sido hackeada por alguém com um dispositivo móvel nas proximidades do operador.

O veículo caiu de uma altura de dez metros e o triatleta sofreu apenas ferimentos leves na cabeça, onde levou três pontos. As autoridades australianas responsáveis pelo espaço aéreo estão investigando o incidente, já que, para o uso comercial, os drones precisam estar a pelo menos a 30 metros de distância de qualquer ser humano.

Os drones vêm sendo utilizados comercialmente com mais frequência nos últimos dois anos. Na Austrália, eles já entregaram livros, mediram radiação no Japão e estão sendo usados para levar acesso ao Facebook em áreas remotas sem conexão com a Internet.

No Brasil, a tecnologia foi utilizada na transmissão dos desfiles das escolas de samba e agora está na construção civil. Seu uso ainda está sendo debatido mundialmente e, por aqui, os drones estão sob análise para regulamentação.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.