De tirar o fôlego: fotógrafo usa drone para filmar cidade de Chernobyl

Por Redação | 26 de Novembro de 2014 às 19h09
photo_camera WikimediaCommons

Na década de 1980, a Guerra Fria ainda acontecia e a União Soviética apostava na energia nuclear para virar o jogo a seu favor e derrotar a ideologia pregada pelos Estados Unidos. No entanto, em 1986, esse plano sucumbiu quando o Desastre de Chernobyl aconteceu e espalhou uma quantidade absurda de radiação na região de Pripyat, na Ucrânia. O acidente gerou cerca de 4 mil mortes indiretas e quase 60 diretas.

Por conta dos perigos de se entrar em contato com um nível de radiação tão alto, a região de Chernobyl está desabitada há quase 30 anos e se tornou um local bastante atraente para fotógrafos e cineastas que buscam formas criativas de registrar o ambiente. Danny Croke é um deles e seu trabalho "Postcards from Pripyat, Chernobyl" tem se destacado na internet por mostrar a área do acidente de uma perspectiva bastante diferente graças ao uso de um drone.

O resultado é muito bonito e a trilha sonora dá o tom necessário às filmagens. A natureza cobra o seu preço aos arredores de Chernobyl, pois vemos áreas alagadas, árvores crescendo no teto de construções, parques de diversão abandonados e flora que conta com espaço e nenhuma interferência para crescer livremente.

O trabalho de Croke mostra de maneira bem clara o valor que os drones podem agregar a vídeos e outros trabalhos do gênero, não é mesmo?

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.