Chega de celular: loja britânica se recusa a atender clientes ao telefone

Por Redação | 26 de Outubro de 2012 às 09h50
photo_camera Daily Mail

Uma loja localizada na Inglaterra não acha muito educado fazer compras enquanto se fala ao celular e, por isso, resolveu radicalizar: por lá, não se atende clientes que estiverem batendo papo em seus aparelhos móveis.

O estabelecimento, chamado County Store, se recusa a atender os clientes que estiverem na fila falando ao celular. Um aviso pregado na parede da loja afirma que os vendedores e caixas irão simplesmente ignorar quem estiver ao celular e atender a próxima pessoa.

De acordo com o CNET, a ideia surgiu depois das atendentes Sharon Kidd e Sarah Holley reclamarem que se irritavam facilmente ao tentarem atender um cliente que estava em uma conversa telefônica ao mesmo tempo. E, para que os clientes conseguissem entender o que elas diziam, aguardavam ele desligar o aparelho e, com isso, as filas só aumentavam.

"Se alguém estiver ao telefone, iremos servir a próxima pessoa", afirmou a atendente Sharon ao Daily Mail. "Cada vez mais, as pessoas chegam aos caixas e se recusam a desligar os aparelhos. Como vendemos bilhetes de loteria, a fila pode fica muito longa. Algumas pessoas vieram até nós no telefone, sem prestar atenção ao que estávamos pedindo a eles, e segurando a fila".

O proprietário do estabelecimento afirmou que a nova medida está sendo bem recebida pela maioria dos seus clientes, porém, alguns já reclamaram sobre a decisão. "É desrespeitoso estar ao telefone quando você quer ser servido, e os atendentes não têm obrigação de lidar com isso", ressaltou Hugh Duder, dono da County Stores.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.