A abolição do estrangeirismo. Nada de 'download' ou 'delete'!

Por Joyce Macedo | 03 de Setembro de 2012 às 13h55

Em tempos de reforma ortográfica, o jornalista e escritor Arnaldo Niskier, ex-presidente da Academia Brasileira de Letras, participou de um evento da Casa de Machado de Assis, onde o assunto em questão era "Estrangeirismo: um bem, um mal".

Perante o teatro lotado de imortais (e também de meros mortais), Arnaldo Niskiers pediu o apoio de intelectuais, educadores, legisladores e estudiosos para travar uma batalha contra o uso de certas palavras em nosso vocabulário.

Entre essas palavras estão "deletar" e "download", e o imortal sugere a troca de ambas por "apagar" e "baixar". Algo relativamente complicado, principalmente em tempos de Internet e tecnologia tão acessível e globalizada.

O professor utilizou Machado de Assis como exemplo para a defesa de sua "bandeira anti-estrangeirismo", pois o escritor utilizava termos estrangeiros, porém sem excessos. Ele fechou sua palestra com a frase de Celso Cunha: "a mudança é inerente a todas as línguas vivas".

E você, o que acha de abandonar essas palavras que já fazem parte do nosso cotidiano?

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.