Por que a centralização prejudica o princípio fundamental do Blockchain?

Por Colaborador externo | 09 de Agosto de 2018 às 18h01

Por BBOD (The Blockchain Board of Derivatives)

A tecnologia Blockchain prometeu aos usuários a capacidade de se tornarem seus próprios bancos, mas a maioria das exchanges que permitem que as pessoas comprem criptomoedas são totalmente centralizadas.

O que isso significa?

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Este é um problema fundamental que prejudica a comunidade cripto atualmente, com hackers agindo frequentemente em exchanges centralizadas.

Por exemplo, o colossal ataque hacker de 850.000 BTC à Mt. Gox, a perda de 120.000 BTC da Bitfinex e, mais recentemente, a violação da Bithumb, a quinta maior exchange em volume na época.

Esses acontecimentos indicam que não importa o quão madura seja a exchange, sempre há a possibilidade de ataque hacker, afinal esses podem ser os assaltos mais lucrativos de todos os tempos.

O problema aqui é simples, assim como acontece com as instituições tradicionais, todo o seu dinheiro é mantido em uma ou várias contas, que podem ser facilmente visadas por hackers rapidamente com um único ponto de falha.

Embora as empresas tradicionais tenham medidas pesadas para evitar tais ataques, elas ainda são vulneráveis. No entanto, pelo menos essas empresas fornecem aos consumidores uma garantia de que, se seus fundos forem roubados, eles serão substituídos.

Mas este não é o caso com a maioria das exchanges de criptomoedas. Se alguém hackeia a exchange, você perde sua conta inteira. Você vai ser reembolsado? Talvez. Quando? Vai saber.

Certamente, deve haver uma solução para tal problema, afinal de contas, você pode realmente se considerar um defensor da tecnologia blockchain quando pode estar entregando seu precioso dinheiro a um banco central? Vamos considerar nossas opções.

Como as bolsas totalmente descentralizadas funcionam usando Blockchain

O IDEAL

Diferentemente das exchanges centralizadas, as exchanges descentralizadas não são controladas por uma única entidade.

Em vez disso, elas são distribuídas por toda a rede Blockchain utilizada. Isso garante que uma exchange descentralizada não tenha fundos ou informações de seus clientes e, portanto, é impossível de ser hackeada ou quebrada.

As exchanges descentralizadas simplesmente correspondem a ordens de trade para consumidores usando um sistema de contrato inteligente no blockchain.

Assim, as exchanges totalmente descentralizadas correspondem à promessa libertária de uma sociedade livre, na qual os indivíduos são seus próprios bancos e evitam a censura de terceiros, como os governos que buscam assumir o controle.

O mundo perfeito, certo? Mas então por que a descentralização não é usada com mais frequência?

A REALIDADE

Usabilidade

As exchanges descentralizadas são normalmente mais difíceis de serem usadas pelo cliente, por causa das altas barreiras de entrada no espaço Blockchain. Empresas centralizadas como a Coinbase prosperaram atraindo dinheiro novo através de suas interfaces de usuário simples e experiências de usuário.

Não há necessidade de entender uma chave pública ou privada, basta conectar sua conta bancária e comprar um pouco de criptomoedas. Infelizmente, essa abordagem é muito mais atraente, afinal, quem quer entender como a tecnologia Blockchain funciona desde que ela funcione? Certamente não a maioria.

Aqui estamos novamente na estaca zero, com nossos fundos sob o controle de uma autoridade centralizada.

Funcionalidade

Em segundo lugar, as exchanges descentralizadas oferecem funcionalidade limitada em comparação com seus concorrentes centralizados.

Infelizmente, depender inteiramente de redes distribuídas ainda não permite que as exchanges ofereçam certas utilidades de trading essenciais, como stop losses e ordens limitadas, duas coisas que a maioria dos traders simplesmente não pode trabalhar sem.

Além disso, o número de criptomoedas diferentes em oferta geralmente é limitado a alguns poucos como resultado do ponto a ser seguido.

Falta de liquidez

As deficiências de usabilidade e funcionalidade fazem com que as exchanges descentralizadas não sejam capazes de estimular o volume de trading necessário para que uma exchange funcione como deveria.

Muitas vezes, há dificuldades em encontrar uma contraparte que corresponda a uma ordem de trade, resultando em oportunidades de tradings perdidas.

Quanto menos liquidez a criptomoeda em geral tem, menor a probabilidade de encontrar uma contraparte para concluir seu trade.

O Status Quo

Ao entender qual é o cenário ideal, alguém pode questionar por que a maioria das exchanges que supostamente apóiam um futuro descentralizado estão vivendo no presente centralizado.

Mas depois de uma análise completa, fica claro que a tecnologia Blockchain e seu ecossistema simplesmente não estão prontos para lidar com a funcionalidade complexa e a usabilidade subjacente que os traders desejam. Talvez nos próximos anos a descentralização completa seja viável, um mundo no qual todos nós devemos nos esforçar para viver, mas por enquanto, simplesmente não é.

Então, como alguém pode estar no controle de seus próprios recursos enquanto desfruta das complexidades e sutilezas do trading centralizado? É aí que entra o modelo de trading híbrido.

Como funciona uma plataforma com modelo híbrido de trading

Este modelo junta as melhores características dos modelos descentralizado e centralizado.

O usuário pode se tornar seu próprio banco e possuir o controle exclusivo de seus fundos enquanto desfruta da funcionalidade e usabilidade de plataformas centralizadas.

No modelo híbrido, as chances de a exchange ser hackeada são nulas e nenhum governo autoritário tem a capacidade de apreender fundos ou fechar contas É a completa liberdade financeira!

Integre essa liberdade com meios poderosos para lucrar com uma das maiores revoluções financeiras da história humana e você estará em uma combinação vencedora. Então, como isso é tudo possível?

Custódia Descentralizada

Primeiro, precisamos entender o conceito de custódia descentralizada. Utilizando blockchains que permitem a criação de contratos inteligentes, plataformas híbridas de trading apenas liquidam lucros e perdas de uma carteira pessoal distribuída, empregando a funcionalidade de contratos inteligentes.

Aqui, cria-se um conjunto de regras definidas que são preenchidas automaticamente quando essas regras são cumpridas. Nesse caso, liquidar o lucro e a perda a cada 24 horas entre diferentes contrapartes.

Tais carteiras pessoais são inerentemente impenetráveis, já que são distribuídas por todo o ecossistema Blockchain escolhido.

Portanto, para hackear uma conta, você teria que hackear todas as contas simultaneamente, bem como o Blockchain em si, o que é impossível já que as redes são distribuídas em milhões de computadores.

Assim, os traders têm o total controle de seus próprios fundos de forma incrivelmente segura e descentralizada, podendo optar por retirar dinheiro de sua carteira pessoal a qualquer momento.

Mecanismo de trading centralizado

É importante também preciso entender o conceito de um mecanismo de trading centralizado.

Aqui, as transações são estabelecidas "off-chain", usando um mecanismo bastante comum em exchanges centralizadas. Por exemplo, a BBOD utiliza um mecanismo de negociação personalizado construído pela empresa britânica GMEX bem respeitado, que pode lidar com mais de um milhão de transações por segundo com latência inferior a 25 microssegundos. Isso garante rápidas velocidades de transação entre as partes, evitando a armadilha das funcionalidade das trocas descentralizadas.

CONCLUSÃO

Este artigo discutiu as armadilhas das exchanges centralizadas, os prós e contras de exchanges totalmente descentralizadas e os benefícios das plataformas de trading híbridas.

Agora é preciso perguntar a si mesmo: quanta confiança você quer colocar nas mãos das exchanges centralizadas? Você quer ser vítima do próximo ataque hacker à plataformas centralizadas?

A tecnologia Blockchain nos proporcionou a capacidade de estar no controle de nossos próprios recursos, então,aproveite essa capacidade para garantir a segurança e a liberdade que ela permite.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.