Executivo teria sido liberado de sequestro após pagar US$ 1 milhão em bitcoins

Por Redação | 02 de Janeiro de 2018 às 12h19

Segundo um relatório do Financial Times, Pavel Lerner, CEO da EXMO Finance, empresa de troca de criptomoedas registrada no Reino Unido, teria sido sequestrado na última terça-feira, (26). De acordo com os relatos, o executivo de 40 anos havia deixado os escritórios de sua empresa em Kiev, na Ucrânia, quando fora arrastado para um Mercedes-Benz preto por homens vestindo balaclavas.

Anton Gerashchenko, um conselheiro ucraniano, afirmou ao FT na última sexta-feira que Lerner foi liberado da custódia de seus sequestradores após um pagamento de resgate de 1 milhão de bitcoins, de acordo com informações operacionais. O diretor-executivo teria sido liberado em estado de choque, segundo Gerashchenko. A empresa de câmbio de criptomoedas de Lerner está registrada no Reino Unido, mas também tem presença na Espanha, Rússia, Índia e Tailândia, de acordo com o Telegraph.

Em diversos lugares do mundo o Bitcoin já foi implementado à economia, servindo como um meio de pagamento e, por tabela, elevando ainda mais o seu valor no mercado. Regulamentações, entretanto, ainda devem ser discutidas em muitos outros locais, como sugeriu o ministro francês ao G20. No Brasil e na Coreia do Sul, existem planos de barrar e/ou criminalizar a criptomoeda e, no Vietnã, seu uso já foi banido.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.