Desconfiança de investidores no mercado tecnológico faz valor do Bitcoin cair

Por Carlos Dias Ferreira | 30 de Julho de 2018 às 20h40
divulgação

Depois de um longo período de altas consecutivas, o Bitcoin apresentou nesta segunda-feira (30) uma breve queda abaixo dos US$ 8 mil (cerca de R$ 30 mil). Embora as altas e baixas de criptomoedas normalmente se devam à própria volatilidade, típica do formato, fato é que a queda recente tem mais a ver com a desconfiança de investidores em relação às gigantes da tecnologia do que propriamente com as moedas virtuais.

Conforme reportou a agência Reuters, o índice de investimentos em empresas de tecnologia .SPLRCT registrou uma baixa de 1,79 ponto percentual durante a última semana. A queda tem sido justificada por analistas como uma reação do mercado ao desempenho abaixo do esperado das empresas que compõe o chamado “FAANG” – Facebook (FB.O), Amazon (AMZN.O), Netflix (NFLX.O) e a empresa-mãe da Google, a Alphabet (GOOGL.O). Mesmo com bons resultados financeiros, Intel e Twitter também ficaram abaixo das expectativas de muitos investidores do setor.

Trata-se, afinal, de uma subida que não se perpetuou como os analistas esperavam que pudesse acontecer. “Ao que parece, todo o mercado está em um modo avesso aos riscos hoje”, disse o analista da eToro Mati Greenspan à Reuters. “Isso começou com as ações do ‘FAANG’, mas parece que acabou por arrastar também o mercado de criptomoedas até este momento.”

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Ainda acima do nível de suporte

A breve derrapada do Bitcoin não chega a prenunciar nenhum movimento maior, entretanto. Conforme apontou Greenspan ao referido site, a criptomoeda ainda ficou acima dos US$ 7,8 mil que representam seu nível de suporte — nível de preços abaixo do qual, historicamente, uma ação em particular não deveria cair; os investidores tendem a comprar os papéis da empresa nesse ponto (a menos que uma nova baixa leve à revisão da série).

Breve queda não chegou a aproximar o Bitcoin do seu nível de suporte de US$ 7,8 mil. Baixo interesse de investidores, entretanto, é evidente.

“Mesmo que baixasse para um intervalo entre US$ 6 mil e US$ 8 mil, isso ainda seria um sinal de estabilidade de preços”, explicou o analista. Ao final do pregão, entretanto, a criptomoeda já havia recuperado parte do seu fôlego anterior, sendo cotada a US$ 8.011,69 — valor ainda 2,48 ponto percentual abaixo do pico anterior, entretanto.

Criptomoedas em baixa

Na última quinta-feira, a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos endossou uma decisão anterior de não permitir o comércio de um fundo negociado em bolsa com controle de Bitcoins proposto por alguns investidores. Seja ou não por isso, uma pesquisa recente conduzida pela Wells Fargo mostrou que os investidores dos EUA não andam muito interessados em moedas digitais ultimamente — apenas 2% possuem e só 1% têm pretensão de comprar em um futuro próximo.

Fonte: Reuters

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.