Criptomoeda do Facebook pode ser anunciada na próxima semana

Por Felipe Demartini | 14 de Junho de 2019 às 10h46
Tudo sobre

Facebook

Saiba tudo sobre Facebook

Ver mais

O Facebook estaria prestes a anunciar sua própria criptomoeda, com uma revelação que poderia acontecer já na próxima semana. De acordo com informações da imprensa internacional, a Libra, como seria batizada, já contaria com o apoio de grandes empresas para validação e uso, além de possuir um órgão independente de fiscalização para lidar com questões regulatórias.

Visa, MasterCard, Uber, PayPal, Uber e Booking estariam entre as companhias ao lado da rede social nesta empreitada, mas, de acordo com as informações do jornal americano The Wall Street Journal, o total de apoiadores seria de mais de uma dúzia. A ideia inicial por trás da Libra seria permitir transações diretamente pelo Messenger, em um ecossistema do próprio Facebook, mas a presença de nomes dessa categoria parece indicar que a criptomoeda poderia funcionar também fora da rede social.

Um anúncio estaria previsto para a próxima terça-feira (18), enquanto o lançamento efetivo aos usuários aconteceria em 2020. Para evitar volatilidade, perda de valor e especulação, a Libra teria lastro em moedas oficiais emitidas por governos, possivelmente o dólar. Seria, também, uma maneira encontrada pelo Facebook para atrair a atenção de usuários em países emergentes, tanto em termos de investimento quanto como forma de pagamento, uma vez que eles poderiam evitar a flutuação da moeda local.

Além de utilizar o dinheiro virtual para compras no Messenger e no WhatsApp, o Facebook também estaria estudando a disponibilização de caixas eletrônicos em lugares determinados para que a Libra possa ser convertida em dinheiro físico caso os usuários precisem. A ideia parece ambiciosa, mas isso também poderia ser dito de todo o projeto, sobre o qual a rede social vem mantendo segredo.

Para garantir viabilidade regulatória e, principalmente, evitar escrutínio governamental, Mark Zuckerberg e os representantes do Facebook também estariam se encontrando com membros do governo e instituições financeiras. Os esforços de reuniões com o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, com o Banco da Inglaterra e a Western Union, por exemplo, seria a busca por maneiras de evitar a lavagem de dinheiro e especulação usando a Libra, bem como chegar a um acordo quanto a aspectos regulatórios que podem servir como obstáculos para uma aplicação efetiva da moeda.

Além disso, como dito, o foco em países emergentes é uma das diretrizes da empresa, mas ela também terá de enfrentar desafios. Nações como China e Índia, por exemplo, já adotaram uma postura bastante hostil em relação às criptomoedas, com direito a proibições, restrições drásticas a empresas do setor e pesada fiscalização.

Não se sabe ao certo o que o Facebook está fazendo diante deste cenário, da mesma forma que a postura oficial da empresa não é conhecida. A rede social não fala sobre o assunto, mas a ideia de que um anúncio viria já na próxima semana surgiu após supostos convites para um evento de revelação ter sido enviado a gente de interesse da companhia. Caso a informação seja real, pelo menos, não falta muito tempo para que a Libra se torne mais palpável.

Fonte: The Wall Street Journal

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.