NES Classic voltará a ser vendido em junho

Por Felipe Demartini | 14 de Maio de 2018 às 11h20
Tudo sobre

Nintendo

A Nintendo terminou o fim de semana anunciando aquilo que muita gente queria ouvir: o NES Classic vai, finalmente, retornar às prateleiras. De acordo com comunicado oficial da companhia, a versão comemorativa de um dos principais consoles de mesa de todos os tempos voltará às lojas no dia 29 de junho.

O revival, em si não é surpresa, apenas a data de início desse reencontro. A Nintendo não falou em mudanças no aparelho, o que dá a entender que ele retornará às lojas com as mesmas características do original. Em seu lançamento, ele custava US$ 59,99 (cerca de R$ 215 em uma conversão direta) e trazia 30 jogos na memória.

Na lista, estão clássicos como Super Mario Bros., The Legend of Zelda, Donkey Kong e Excitebike, além de grandes nomes third parties como Mega Man 2, Castlevania, Final Fantasy e Ninja Gaiden. Os títulos aparecem como em seu lançamento original, mas com as facilidades de uma conexão HDMI. O hardware segue as linhas originais do NES, em versão diminuta, e acompanha dois controles originais da plataforma.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Quando o aparelho foi lançado, em 2017, o sucesso foi estrondoso, com milhões de unidades vendidas e esgotamento em boa parte das lojas dos EUA e Europa. Na sequência, porém, veio o SNES Mini, que deu a mesma abordagem ao Super Nintendo e foi um hit ainda maior. De acordo com a companhia, o miniconsole vendeu mais em seu mês de lançamento do que o antecessor em um ano nas lojas.

Com isso, é claro que a Nintendo também se apressou em dizer que o SNES Mini também está com a passagem de volta marcada. O aparelho deve retornar às lojas dos Estados Unidos até o fim deste ano, conforme já havia sido anunciado pela companhia, dando uma segunda chance para aqueles que perderam seu lançamento original.

Por enquanto, entretanto, nada de informação sobre o retorno das plataformas à Europa e Japão, onde elas possuem designs diferentes, que simulam os lançamentos regionais dos consoles originais. O mesmo vale para o Brasil, onde a Nintendo não possui representação oficial. Oficialmente, o país recebeu apenas o SNES Mini, em outubro do ano passado, por R$ 999 e pelas mãos de uma importadora.

Fonte: Nintendo of America (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.