Microsoft ainda terá console mais barato e focado em nuvem, diz site

Por Wagner Wakka | 04 de Julho de 2019 às 13h14
Captura de Tela/ Sérgio Oliveira
Tudo sobre

Microsoft

Saiba tudo sobre Microsoft

Ver mais

No final do mês passado, o site Thurrrot informou que a Microsoft poderia ter abandonado uma versão mais barata do seu novo console, chamado até o momento pelo codinome Project Scarlett. Agora, o mesmo veículo informou que a empresa ainda deve lançar um aparelho mais barato, mas focado na nuvem.

Aqui, vale uma pequena recapitulação. Segundo informações anteriores do Thurrot, são dois projetos em desenvolvimento dentro da Microsoft. O Scarlett seria o novo console propriamente dito, voltado para processamento local, na casa do usuário.

O segundo projeto, também já anunciado, é o xCloud, voltado para jogos por streaming, com processamento em nuvem e baseado na infraestrutura do Azure.

Participe do nosso Grupo de Cupons e Descontos no Whatsapp e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Dentro do guarda-chuva do Scarlett, a empresa ainda poderia estudar duas variantes do console. A primeira leva o codinome Anaconda, sendo um dispositivo topo de linha, com especificações mais potentes e todas as capacidades da nova geração.

Já a segunda versão do projeto seria o Lockhart, um modelo mais barato, focando no público intermediáro. Em reportagens recente, o veículo informou que a Microsoft teria abandonado a ideia de um hardware do tipo, pois isso poderia canibalizar e até mesmo segurar o desenvolvimento de seus jogos.

Após rumores de que a empresa estaria abandonando o projeto Lockhart, agora o jornalista Brad Sam, do Thurrot, disse que vários informantes têm falado que a Microsoft ainda quer colocar um aparelho mais barato no mercado, mas voltado para o xCloud.

Sam já é conhecido por antecipar informações de dentro da Microsoft, motivo pelo qual ele tem tamanha credibilidade no meio.

Em novo vídeo publicado nesta quarta-feira (3), ele explica que a proposta é que o Scarlett seja o aparelho com processamento local, voltado ao jogador que gostaria de uma experiência mais premium, sem possibilidade de atrasos e problemas de conexão.

Já o outro aparelho, mais barato (ainda sem codinome revelado), seria apenas uma caixa que poderia otimizar um sistema focado em processamento em nuvem pelo xCloud. A ideia é de que ele ofereça uma experiência melhor do que rodar um jogo diretamente pela TV ou laptop, como propõe a Google com o Stadia.

O hardware teria um processamento híbrido, sendo que elementos básicos como movimento e detecção de colisão poderiam ser feitos localmente, enquanto todo lado gráfico ficaria por conta dos servidores na nuvem. Essa combinação traria uma experiência mais fluida que o Stadia.

Em entrevista recente, o chefe da divisão Xbox, Phil Spencer, já disse que não acredita, por enquanto, em um sistema de jogos por streaming sem um hardware próprio para isso. Motivo que levantou ainda mais a expectativa por um aparelho como o citado por Sam.

O jornalista também acredita que esta caixa pode ser o mais barata possível, com preço de US$ 60 (perto de R$ 230), ou até US$ 80 (equivalente a R$ 310) para um pacote que já conte com controle. Vale lembrar que a Google está vendendo um combo do Stadia com Chromecast, mais controle e alguns jogos por US$ 130 (em torno de R$ 500) para quem fizer a compra antecipada do aparelho.

Assim, o Lockhart, que seria uma versão mais barata do modelo focado em processamento local, poderia ser substituído por esse aparelho voltado para o xCloud. Até o momento, contudo, a Microsoft ainda não confirma nenhuma dessas informações.

Fonte: Thurrot

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.