Xbox One poderia ter sido lançado sem drive de disco. Já pensou?

Por Redação | 03 de Janeiro de 2014 às 17h18
photo_camera Divulgação

Quem acompanhou a antecipação ao anúncio do Xbox One, que aconteceu em maio de 2013, com certeza ouviu os rumores sobre a ausência de um drive para mídia física. Agora, o diretor dos estúdios de desenvolvimento da Microsoft, Phil Spencer, confirmou tal informação e disse que, realmente, uma das ideias para o console era lançá-lo com foco total nas plataformas de distribuição digital.

Segundo o executivo, falando à revista oficial do Xbox, a ideia foi cogitada por muito tempo e acabou descartada após a E3 2013. A resposta dos jogadores e da imprensa especializada, conta ele, foi fundamental para que a Microsoft soubesse o melhor rumo a tomar com o One e voltasse a incluir um drive de disco no aparelho.

Spencer também fez menção à largura de banda necessária para um console desse tipo, com jogos que ocupam centenas de GBs no disco rígido. O fim dos discos, por exemplo, dificultaria a penetração do Xbox One em mercados emergentes, onde a internet ainda não é tão rápida e apresenta diversas instabilidades. Como forma de facilitar a vida dos jogadores, os Blu-rays acabaram se tornando a mídia utilizada pelo Xbox One.

O executivo não entra nesse mérito ao longo da reportagem, mas vale a pena lembrar também as intensas críticas recebidas pela Microsoft após o anúncio do console, que tinha políticas de conexão obrigatória a cada 24 horas e minava o mercado de venda e troca de jogos usados. Uma política totalmente digital, apesar de parecer interessante para a indústria e funcionar sem problema algum nos PCs, não caiu tão bem assim para os usuários de consoles de mesa, um fator que deve ter sido fundamental na decisão da fabricante do Xbox One.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!