Novo documento define e esclarece dúvidas sobre privacidade do novo Kinect

Por Redação | 04 de Novembro de 2013 às 10h10

Muita gente reclamou e atirou pedras quando, na E3 deste ano, a Microsoft anunciou que o novo Kinect do Xbox One permaneceria ligado o tempo todo e poderia capturar dados esporadicamente. Preocupações com questões de privacidade, bem como o que estaria sendo capturado e com quem isso seria compartilhado repercutiram negativamente.

A questão, no entanto, parece que finalmente será resolvida com um novo documento divulgado pela Microsoft e noticiado pelo GameSpot. Nele, a empresa esclarece questões como quais dados serão capturados e o que acontecerá com eles.

De cara, o documento anuncia uma nova funcionalidade para o Xbox One: a possibilidade de autenticar-se no console por reconhecimento facial feito pelo Kinect. A câmera do aparelho será capaz de identificar o rosto do jogador através do cálculo da distância entre pontos específicos (e não divulgados) do rosto de cada um. Tais pontos permanecerão guardados no console e não serão acessados ou compartilhados com ninguém, segundo a Microsoft.

A questão do Kinect permanecer ligado todo o tempo também foi esclarecida e formalizada no documento, que afirma que o usuário terá total controle sobre quando ele deve estar ligado ou não.

O mesmo poder de decisão poderá ser exercido sobre quando fotografias e comandos de voz devem ser armazenados e utilizados. Já os dados capturados em jogos que analisam o esqueleto para computar estatísticas de atividades físicas só serão compartilhados quando o jogador permitir.

Outro ponto sensível discutido pelo documento sobre a privacidade do Kinect diz respeito ao novo recurso do console chamado "Expressions", que permitirá controlar ou conduzir o jogo de acordo com sua expressão facial. De acordo com a Microsoft, os dados capturados nesses casos não poderão "definir quem é você", permanecerão apenas no console e serão "destruídos" após o término da sessão do jogo.

O documento ainda discorre sobre as políticas de privacidade que os jogadores poderão definir para o recurso do Xbox One de gravar as partidas. Chamado de GameDVR, o recurso gravará partidas multiplayer online e logo em seguida publicará o vídeo no feed de novidades das gamertags envolvidas. Os usuários, no entanto, poderão definir quem poderá visualizar esse tipo de atividade. Além disso, por padrão, o Xbox One bloqueará o recurso para crianças.

Sobre o Skype, a empresa enfatizou que "o Xbox não monitorará as ligações no Skype".

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.