Microsoft é criticada por campanha de divulgação do Xbox One no YouTube

Por Redação | 21 de Janeiro de 2014 às 14h52

A descoberta de uma campanha de marketing oculto relacionada ao Xbox One está gerando críticas à Microsoft e à Machinima, uma das maiores networks de vídeos de games do YouTube. Segundo uma série de documentos reportados pelo site Ars Technica, a empresa estaria oferecendo pagamento adicional aos vloggers que criarem vídeos falando bem do novo console da empresa e sua biblioteca de jogos.

O problema está em uma das cláusulas do contrato entre as partes, que impede os participantes da campanha de divulgarem a seus espectadores que o vídeo se trata de publicidade paga. Tal proibição, inclusive, fere as regas da FTC, órgão americano que regula a concorrência entre as empresas e os direitos do consumidor.

Segundo as regras do órgão, qualquer tipo de conexão entre os patrocinadores e produtores de conteúdo deve ser revelada ao público, de forma obrigatória. Isso se dá pois relações desse tipo podem ferir a credibilidade do veículo e a confiança de seus espectadores, além da possibilidade de interferir na imparcialidade.

É justamente aí que está o lado negativo da campanha. Em troca de US$ 3 adicionais a cada mil visualizações em vídeos, os participantes da campanha deveriam criar vídeos com no mínimo 30 segundos de imagens de games do Xbox One e sem palavras negativas sobre os títulos, o console, a Microsoft ou o próprio Machinima. O uso da tag XB1M13 também era obrigatório para identificar os clipes.

Uma busca no YouTube mostra quase 7 mil vídeos marcados, incluindo alguns de produtores brasileiros, mas não se sabe exatamente quantos realmente participam da campanha que, inclusive, já chegou ao fim. A Microsoft estava disposta a distribuir apenas US$ 3.750 para os vloggers, um valor que foi atingido dois dias depois do início da oferta.

Essa também não é a primeira vez que a Microsoft realiza uma campanha oculta desse tipo em parceria com o Machinima. Na época do lançamento do Xbox One, US$ 1 adicional a cada mil visualizações também foi oferecido para vídeos que divulgassem o console nos mesmos termos do acordo atual.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!