Microsoft compra franquia Gears of War, da Epic Games

Por Redação | 27 de Janeiro de 2014 às 18h58

Considerada uma das principais franquias do Xbox 360, Gears of War está de casa nova. A Microsoft anunciou a compra de todos os direitos da série, que é uma criação da Epic Games e, a partir de agora, terá controle criativo total sobre novos jogos da saga a partir de sua subsidiária, a canadense Black Tusk.

A antiga Microsoft Vancouver também recebe uma adição importante: Rod Fergusson, antigo diretor da produção da Epic Games, onde trabalhou até 2012 na produção dos primeiros jogos de Gears of War. De lá, ele seguiu para a Irrational Games, onde atuou em outro grande título do ano passado: BioShock Infinite, considerado um dos melhores jogos de 2013.

Agora, Fergusson retorna em uma “posição de liderança” na franquia de guerra, segundo a Microsoft, e já responde à imprensa no papel de diretor da Black Tusk Studios. Detalhes sobre o próximo episódio de Gears of War, porém, não foram revelados, mas desde já, dá para esperar que ele continuará sendo exclusivo, dessa vez do Xbox One.

Um retorno bastante esperado, porém, não vai acontecer desta vez. Horas após o anúncio da Microsoft, o criador de Gears of War e antigo diretor da Epic, Cliff Bleszinski, afirmou em seu blog pessoal que não pretende trabalhar em novos games da franquia. Ele afirma ter a cabeça no futuro, e não no passado, tendo recusado até mesmo o posto de consultor em eventuais novos títulos da franquia de ação.

Rumores publicados no início do ano davam conta que a Epic Games estaria em negociações com a Microsoft para publicar games da série Gears of War para outras plataformas, como PC ou PlayStation 4. A informação nunca foi confirmada oficialmente, mas parece que a fabricante do Xbox One não está disposta a se separar de uma de suas principais marcas tão cedo.

Em comunicado, a Epic Games afirmou que continua trabalhando lado a lado com a Microsoft na produção de jogos para o seu mais novo console. Além disso, a produtora afirma dar todo o suporte a desenvolvedores para que a Unreal Engine 4 continue sendo usada como um dos principais motores gráficos para os jogos da atual geração.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.