Em leilão de falência, Atari busca US$ 22,2 milhões por seus ativos

Por Redação | 24.05.2013 às 13:24

A Atari anunciou no começo deste ano que havia entrado com um pedido de falência nos Estados Unidos, visando se separar da divisão francesa, a Atari SA, e focar suas atividades no mercado móvel. Mas, como não conseguiu um comprador individual para seu portfólio completo, a empresa decidiu vender seus ativos separadamente a partir de julho deste ano em uma tentativa de levantar US$ 22,2 milhões (R$ 44,4 milhões), como informa o jornal The Wall Street Journal.

Com base em um documento entregue ao Tribunal de Falências nos Estados Unidos, a empresa planeja angariar o dinheiro com a venda de ativos para tentar sanar uma parte de suas perdas financeiras. A Atari teve 180 empresas interessadas em sua compra após o anúncio de seu pedido de falência, mas apenas 15 companhias do total apresentaram propostas para compra de todo o catálogo. Como resultado, a produtora de jogos considerou inaceitáveis todas as propostas iniciais.

Ainda segundo o WSJ, o processo de licitação e venda de ativos oferece aos devedores boas oportunidades para tentar maximizar seus lucros e, dessa forma, beneficiar todas as partes interessadas. Os leilões estão previstos para serem iniciados em julho, logo após a aprovação judicial. Entre os ativos mais valiosos da Atari está o Rollercoaster Tycoon, que eixigirá lance mínimo de US$ 3,5 milhões (R$ 7,1 milhões). A franquia Test Drive deverá receber lance mínimo de US$ 1,5 milhão (R$ 3 milhões), enquanto a franquia Total Annihilation estará disponível para compra a partir de US$ 250 mil (R$ 511 mil).