Ceo da Crytek fala sobre a próxima geração de consoles e cutuca Unreal Engine 4

Por Redação | 11 de Agosto de 2012 às 20h02

Em entrevista ao VG247 Cevat Yerli, Ceo e fundador da Crytek, responde algumas perguntas envolvendo a nova geração de consoles, engines do mercado de desenvolvimento, a necessidade do online game, mercado de jogos free to play e outros assuntos como o fim da mídia fisica e futuros lançamentos da desenvolvedora.

Cevat levanta alguns pontos bem interessantes que mostram o porque da Crytek ser uma das desenvolvedoras mais admiradas do mercado. O turco fala sobre a visão diferenciada da Crytek, onde a abordagem de desenvolvimento ignora os consoles e dá lugar à tecnologia, dessa forma, quem dita os próximos passos em termos de engine e desenvolvimento da empresa são os PCs. Com esse pensamento, no ano passado a desenvolvedora selecionou o que havia de melhor no mundo dos computadores dedicados a games e os tomou como base para a próxima geração de consoles. Com isso a Crytek já adquiriu uma boa base de conhecimento para o desenvolvimento da próxima geração. Abordado sobre a Unreal Engine 4, da Epic Games, Yerli comenta que os desenvolvedores fizeram um bom trabalho mas que não ficou impressionado e que a engine de sua empresa, a CryEngine 3, será a mais popular entre os desenvolvedores.

Ele também comenta que a geração atual de consoles já foi aproveitada ao máximo e o atraso para a vinda da próxima acaba fazendo com que a febre mobile, gerada principalmente pelos tablets, ganhe mais espaço entre os gamers.

Analisando os assuntos abordados nessa entrevista e a movimentação da mídia internacional sobre a nova geração de consoles, fica bem claro que ela está pronta para ser lançada e que os desenvolvedores, principalmente a Crytek, ja demonstram certa impaciência com a demora, pois este foi o ciclo de geração mais longo dentro da história dos consoles. Outro ponto interessante é que a maior parte dos assuntos da próxima geração gira em torno da capacidade gráfica dos novos consoles da Microsoft e da Sony, deixando o console da Nintendo, Wii U, totalmente de lado.

Para ler a entrevista completa clique aqui.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.