Cofundador do Google está desenvolvendo carros voadores

Por Redação | 09 de Junho de 2016 às 13h30
photo_camera Divulgação

Talvez seja difícil saber, por enquanto, se os carros voadores estão mesmo um pouco mais próximos de ganharem o tráfego das grandes cidades — ou se é mais o caso de um bilionário entediado em busca de nova diversão. Seja como for, é fato que Larry Page, um dos fundadores da Google, anda apostando em veículos desta natureza.

Conforme divulgou o site Bloomberg Businessweek, Page investiu quantias substanciais em duas startups focadas no desenvolvimento de carros voadores. Enquanto a Zee.Aero foi fundada pelo próprio empresário — movimentando desde 2010 equivalente a US$ 100 milhões —, a previamente existente Kitty Hawk ganhou um aporte polpudo para acelerar os projetos desde o ano passado. Segundo o Bloomberg, em um e outro caso, trata-se de uma “ambição pessoal”.

Projetos independentes

Embora ambas atuem sob a batuta de Larry Page, essa é realmente a única ligação entre as startups. De acordo com o referido site, Zee.Aero e Kitty Hawk desenvolvem atualmente projetos inteiramente independentes. De fato, a primeira tem se empenhado em testes de protótipos voadores realizados em um aeroporto próximo ao quartel general do Google, em Mountain View (Califórnia, EUA).

patente carro voador

Na folha de pagamento da Zee.Aero, encontram-se designers e engenheiros de organizações como NASA, Boeing e SpaceX, com testes envolvendo dois modelos básicos — uma espécie de avião convencional em tamanho reduzido e um aparato voador dotado de hélices verticais dispostas nas laterais da estrutura.

Vale lembrar que algo de acordo com a descrição foi patenteado pela companhia em 2012, incluindo sendo mencionada a capacidade de decolagens e aterrissagens verticais. Segundo os mesmos documentos, trata-se de uma aeronave “segura, silenciosa, fácil de controlar e eficiente” — possivelmente algo entre um carro voador e um avião de pequeno porte.

Quadricópteros

Simultaneamente à criação da geringonça voadora da Zee.Aero, a relativamente menor Kitty Hawk trabalha atualmente em um veículo “que lembra uma versão gigante de um drone quadricóptero”, conforme colocou o Bloomberg.

Boa parte dos engenheiros devotados ao projeto é egresso da AeroVelo, firma que faturou em 2013 o Prêmio Sikorsky ao manter um helicóptero de tração humana no ar por mais de um minuto (confira o vídeo abaixo). Como resultado, os desenvolvedores ganharam notoriedade e também US$ 250 mil.

É verdade que nenhuma das propostas — tanto da Zee.Aero quanto da Kitty Hawk — é propriamente original. O mesmo pode ser dito sobre o envolvimento de figurões da tecnologia em projetos desta natureza, afinal não faltam empresas como a Ehang e mesmo engenheiros solitários para bombardear diariamente as mídias especializadas com novos veículos voadores.

Desta forma, resta agora imaginar e esperar para ver em que momento esse esforço generalizado pode trazer os tão sonhados carros voadores dos romances de ficção científica para o trânsito do dia a dia.

Fonte: Bloomberg Businessweek.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.