Banheiro divertido: jogos interativos estão chegando aos mictórios do Brasil

Por Redação | 17.02.2013 às 14:00

Famosos nos WCs de casas noturnas europeias, os games para banheiros interativos fazem sucesso entre as pessoas por oferecerem maneiras criativas para entreter quem está fazendo suas necessidades fisiológicas. A ideia pode até parecer estranha, mas segundo uma matéria publicada no Estadão, faz sucesso e é lucrativa.

Quem observou o sucesso dos banheiros interativos na Europa e pensou em trazer a ideia para o Brasil foram os brasileiros Heldith Oliveira, 24, e Lincoln Dias, 21. O projeto dos dois jovens foi apresentado na Campus Party 2013.

A fonte inspiradora é a empresa brtânica de marketing digital Captive Media, que inventou a diversão dos mictórios ao instalar sensores que captam a direção do jato de urina. Se um homem chega para fazer xixi, pode controlar o movimento do cursor em uma tela colorida que aparece em sua frente, apenas direcionando o jato no vaso como se fosse um trackpad.

Vinculada ao jogo está a propaganda, geralmente de uma bebida ou algum outro produto que agrade ao público masculino. A Captive afirma que sua ideia aumentou em 46% a venda de uma cerveja divulgada pelo sistema em um único bar e dobrou as vendas de outra cerveja em outro estabelecimento. Além disso, a empresa realizou uma pesquisa com os clientes e descobriu que 90% deles comentavam sobre a novidade com os amigos, e 80% deles ficariam mais tempo no bar.

O empreendimento brasileiro é semelhante, mas não uma cópia do inglês, que é patenteado. Chamado de Dudiz, o sistema nacional possui sensores ópticos que captam o movimento, enquanto o da Captive capta apenas o som. A dupla pretende desenvolver o hardware por conta própria e o software do sistema ficará por conta de outra startup brasileira.

Para que o projeto saia do papel, os jovens estão recebendo apoio do Sebrae por quatro meses, mas eles continuam em busca de investidores.