Microsoft anuncia grandes novidades para HoloLens e Windows Hello

Por Redação | 01.06.2016 às 21:08

Se o momento não é bom para a divisão de dispositivos móveis da Microsoft, por outro lado, os envolvidos no HoloLens e outros projetos de realidade aumentada da empresa com certeza estão em festa: hoje (1), durante sua apresentação na Computex 2016, a gigante de Redmond anunciou que abrirá sua plataforma de desenvolvimento do HoloLens para outras fabricantes desenvolverem seus próprios dispositivos de realidade aumentada. Novidades para o Windows Hello, o sistema de autenticação e login do Windows 10, também foram apresentadas, veja só:

Microsoft Hololens e HTC VIVE

(Imagem/Reprod.: Endgadget)

Aparentemente, o Windows Holographic será uma plataforma de desenvolvimento não só para dispositivos de realidade aumentada como o HoloLens, mas também poderá trabalhar com dispositivos de realidade virtual, como o Oculus Rift ou o HTC Vive.

A principal diferença entre essas duas tecnologias é que, enquanto a realidade virtual explora muito mais o campo da visão, oferecendo imagens em 360° para filmes e jogos, a realidade aumentada é encarada como uma ferramenta de trabalho que te permitirá interagir quase que de forma física com objetos simulados em um ambiente preparado. Para o usuário final sem um uso específico de uma das tecnologias, as duas coisas acabam sendo bem parecidas e talvez esse seja o motivo da Microsoft ter dado o passo em direção a unir-se às novidades já apresentadas na realidade virtual.

Também não é de hoje que a empresa aposta em parcerias para expandir os seus negócios e reduzir riscos num novo mercado, e para isso, basta pegarmos o Windows como exemplo. Em uma entrevista dada ao Engadget, Terry Myerson afirmou que a versão final do HoloLens pode ou não vir a ser produzida pela própria Microsoft. Myerson é o vice-presidente da divisão de dispositivos do Windows e afirmou que a ideia por trás do HoloLens é ser um protótipo para inspirar outros fabricantes a melhorá-lo, tal como a linha Surface faz com os computadores com Windows de preço similar.

Microsoft Hololens e HTC VIVE

(Imagem/Reprod.: Engadget)

O ponto alto da apresentação foi quando um designer, utilizando o HoloLens para criar um ambiente virtual, encontrou uma de suas colegas remotamente: na demonstração, ela pôde utilizar um HTC Vive com a ajuda de uma Inteligência Artificial para interagir com o projeto criado pelo designer que estava, ficcionalmente, do outro lado do mundo. Fantástico, não é? Segundo os executivos da própria Microsoft, o objetivo da atuação foi mostrar como funcionaria o mundo se ele fosse dominado por dispositivos de realidade aumentada interagindo juntos.

Microsoft Hololens e HTC VIVE

(Imagem/Reprod.: Engadget)

Quando questionado sobre a integração específica com o aparelho da HTC, Myerson disse que seu time está trabalhando diretamente com a empresa para desenvolver um dispositivo da fabricante taiwanesa com a tecnologia desenvolvida para o HoloLens. Embora tenha tentado, o Engadget afirmou que não conseguiu informações mais específicas sobre quando e como esse aparelho poderia ser desenvolvido, mas é válido avisar que a Microsoft tem trabalhado com possíveis parceiros como Intel, AMD, Qualcomm, Acer, Dell, HP, Lenovo e MSI. Todas as empresas que estiverem dispostas a criar acessórios para o gadget também são bem vindas.

Microsoft Hololens e HTC VIVE

(Imagem/Reprod.: Engadget)

Apesar de ter sido a grande estrela da apresentação, o HoloLens e sua plataforma holográfica não foram as únicas novidades saudosas do dia por parte da Microsoft: a empresa anunciou que algumas atualizações devem chegar ao Windows Hello em breve. O recurso que é nativo do Windows 10 até então permitia que você logasse em sua conta do Windows no seu computador apenas utilizando a sua pulseira inteligente da Microsoft.

A grande mudança é que, muito em breve, o Hello suportará hardware de outras fabricantes também. Na demo realizada para os visitantes da Computex em Taiwan, a Microsoft demonstrou uma Nymi Band sendo utilizada para desbloquear um computador com Windows. É provável que a compatibilidade se estenda e atinja cartões de identificação e outros wearables utilizados em ambientes empresariais.

Parte do que foi apresentado hoje reforça a ideia de que talvez a Microsoft esteja buscando se aproximar do mercado corporativo. Estamos ansiosos para ver o que a empresa nos revelará no futuro.

Fonte: Engadget