Amazon e Microsoft fecham acordo de US$ 100 milhões para serviços em nuvem

Por Redação | 01.09.2015 às 11:06

A Amazon e a Microsoft estão crescendo rapidamente para dominarem a computação em nuvem no mundo, principalmente nos Estados Unidos. Ambas as empresas acabaram de fechar um grande contrato com a Administração Federal de Aviação (FAA) dos Estados Unidos. O contrato irá consolidar os data centers da Comissão Federal de Comunicações, movendo os dados para a nuvem da Amazon Web Services (AWS) e Microsoft Azure.

O contrato tem valor estimado em US$ 108 milhões e, visto que é um acordo de longo prazo, poderá valer até US$ 1 bilhão nos próximos 10 anos. No entanto, a FAA não irá migrar todos os dados para o AWS e Azure, já que o órgão está apenas tentando encolher seus data centers utilizando os dois serviços de nuvem. Sendo assim, a ideia aqui é ter uma nuvem híbrida, onde haverá dados hospedados localmente e em cloud.

Mas há algo mais interessante neste anúncio: a IBM ficou de fora do acordo. A FAA e a empresa têm um relacionamento longo e célebre, que remonta décadas. Apesar da exclusão, os negócios com a IBM parecem continuar de pé, mas é interessante ver que a Amazon e a Microsoft estão tomando espaço que antes era garantido pela IBM.

Enquanto a Big Blue passa por um momento de investimento, buscando se fortalecer mais ainda nesse segmento, a Amazon continua ganhando mais espaço sobretudo quando se trata de negócios com organizações e agências governamentais, que requerem necessidades de segurança extremas. A CIA, por exemplo, passou a utilizar os serviços em nuvem da Amazon e disse que os serviços da companhia superaram suas expectativas, o que despertou interesse de outras organizações de inteligência.

Sobre o acordo da Amazon e Microsoft com a FAA, a IBM não emitiu nenhum comentário. Contudo, um representante da empresa afirmou que "no segundo trimestre de 2015 a receita de nuvem da IBM foi de US$ 8,7 bilhões, crescendo 70%".

Via Business Insider

Fonte: http://www.businessinsider.com/amazon-microsoft-sign-huge-100-million-cloud-deal-ibm-left-out-2015-8