Alto custo de nuvem corporativa ainda é entrave para gestores de TI

Por Redação | 29 de Setembro de 2014 às 10h57

O ritmo de adoção de serviços de computação em nuvem no Brasil não é dos mais acelerados do mundo. Um dos motivos para isso é a segurança que impede os gestores de TI investirem na tecnologia. Segundo um estudo global da BT Global Services, não só a segurança como também o alto custo das aplicações corporativas pesa na adoção da computação na nuvem no Brasil.

O estudo mostra que 76% dos brasileiros entrevistados já adotam soluções de armazenamento na nuvem e aplicações web em seus empreendimentos, mas a confiança na segurança dos serviços nunca foi tão baixa. Metade dos entrevistados globais - e 53% no Brasil - afirmam que adotam os serviços de nuvem criados para o mercado em massa, incluindo consumidores comuns, e não aquelas aplicações criadas especificamente para o mercado corporativo.

Para 76% dos gestores de TI no mundo e 78% no Brasil, a segurança é o principal empecilho no uso de serviços e aplicações baseadas na nuvem. Metade dos entrevistados no mundo e 60% no Brasil afirmam estar bastante preocupados com a segurança dos serviços em nuvem. Este número é 10% superior ao da pesquisa realizada no ano de 2012.

A confiança em fornecedores do setor também é relevante para os profissionais de liderança na área de TI, onde 54% dos entrevistados (42% no Brasil) dizem se preocupar. Cerca de 60% das pessoas ouvidas pela pesquisa no Brasil têm a impressão de que os serviços de nuvem são nativamente inseguros. Um número considerável de gestores de TI já disse ter experimentado algum problema de violação de dados em serviços de nuvem. A porcentagem neste aspecto é de 26% em nível global e 37% no Brasil.

Em relação aos preços, 62% dos brasileiros e 48% do total de entrevistados afirmam que consideram as aplicações e serviços de cloud computing para o mercado corporativo muito caras. Metade dos participantes da pesquisa no Brasil acreditam que as aplicações produzidas para o mercado de massa são tão eficientes quanto as desenvolvidas especificamente para o mercado corporativo e cerca de 44% dos gestores globais compartilham do mesmo pensamento.

Segundo o vice-presidente da BT Global Services para América Latina, Javier Semerene, "a pesquisa revela um paradoxo interessante: de um lado, os tomadores de decisão estão preocupados com as consequências do uso de serviços públicos de nuvem para a segurança; no entanto, suas decisões de compra parecem estar decisivamente influenciadas pela percepção de custos no curto prazo".

A pesquisa foi concluída em julho deste ano pela Vanson Bourne. Ao todo, foram entrevistados mais de 640 gestores de TI em empresas com mais de mil colaboradores em 11 países e regiões.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.