Alibaba quer obter maior fatia em cloud computing com datacenters fora da China

Por Redação | 21 de Novembro de 2016 às 13h09

O gigante chinês do e-commerce anunciou nesta segunda-feira, 21, que planeja abrir quatro datacenters fora da China, medida para abocanhar maior participação no mercado de computação em nuvem liderados pela Amazon e Microsoft, respectivamente. O negócio de computação em nuvem é uma das principais estratégias de crescimento da Alibaba ao longo da próxima década.

As novas instalações em Dubai, Alemanha, Japão e Austrália serão lançadas em parcerias com a Vodafone, na Europa; o Softbank, no Japão e a YVOLV, em Dubai.
Este é o mais recente passo do Alibaba para a expansão internacional dos serviços em nuvem, parte do investimento de US$ 1 bilhão anunciado em 2015 para acelerar o crescimento de sua unidade de computação em nuvem Aliyun.

Apesar de liderar no mercado chinês, o Alibaba ainda é relativamente pequeno frente às principais fornecedoras do mercado de cloud computing, o qual deverá atingir US$ 135 bilhões em 2020, de acordo com a empresa de pesquisa Canalys. A projeção é que o Alibaba conquiste 7,8% desse mercado, enquanto os principais players como Amazon, Microsoft, IBM e Alphabet deverão responder por 69,1%.

Fonte: Reuters

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.