Transição para o cloud computing não deu certo para 24% das empresas

Por Redação | 03.11.2014 às 16:36 - atualizado em 03.11.2014 às 19:28

A cloud computing está aí não mais como tendência, mas como algo que se tornará o futuro da tecnologia. Isso, ninguém discute. Por outro lado, isso também não significa que a transição das empresas para esse mundo conectado seja fácil - muito pelo contrário. Segundo dados da CompTIA, pelo menos 24% das empresas que tentaram fazer esse salto voltaram pouco depois a usar infraestruturas internas como a base de seu trabalho.

O prognóstico, porém, parece ser positivo. Das 400 companhias dos mais diversos segmentos entrevistadas para a pesquisa, 90% afirmaram utilizar pelo menos uma forma de tecnologia de nuvem em seus negócios. Entre elas, a maioria (59%) usa serviços de armazenamento, com tecnologias de continuidade de negócios e backup empatados no segundo lugar (48%). Por fim, vem a nuvem como uma forma de manter a integridade e a segurança de suas informações e dos dados dos clientes, com 44%.

Apesar desse uso contínuo, são poucas operando a partir de uma arquitetura completamente conectada. Segundo os dados da CompITA, apenas 28% das companhias entrevistadas realizaram esse salto com sucesso. Mas, tendo elas já passado por esse processo ou não, todas concordam em algo: é preciso muito esforço e perseverança para fazer com que esse novo modelo de negócios funcione.

Esse seria o aspecto apontado pelos 24% de empresas que desceram da nuvem como o motivo para essa desistência. Os executivos entrevistados apontam a necessidade extrema de treinamento, a possibilidade de bugs e falhas na migração como os principais motivos que geram dificuldades e, mais tarde, acabaram resultando nesse retorno.

O estudo aponta que uma parcela significativa desses desistentes já está preparando uma segunda transição. Além disso, cresce a tendência de uso de uma nuvem privada, que ofereça todos os benefícios do sistema, só que com uma manutenção mais direcionada e sensação de segurança maior pelo simples fato da infraestrutura ainda estar presente ali, ao alcance das mãos.

A pesquisa da CompTIA entrevistou 400 profissionais de TI e executivos durante os meses de junho e julho de 2014. Os resultados foram publicados pelo site TechRadar.