Mercado de Cloud cresce e ameaça o de hardware e software empresariais

Por Redação

De alguns anos para cá, a Computação na Nuvem vem ganhando uma importância cada vez maior no mundo corporativo, e a nova tendência das empresas é a migração de seus sistemas para ela. Mas enquanto o mercado de Cloud Computing cresce, o de venda de hardware e softwares empresariais diminui, colocando em xeque os lucros de grandes empresas do ramo, como IBM e HP.

A Computação na Nuvem chegou em uma época de redução e otimização de custos, e é uma alternativa muito mais econômica para as empresas, pois elas não precisam se preocupar com custos de aquisição de hardware, manutenção e principalmente atualização.

E segundo pesquisa da Barclays, o impacto deflacionário da nuvem deve manter o crescimento global nos gastos com TI em menos de 10%, pois a cada dólar gasto nela reflete em uma redução muito maior nas vendas de outros ramos da tecnologia.

A firma de pesquisas 451 Group afirma que os lucros de empresas como a Amazon com seu AWS (Amazon Web Services) devem crescer 57%, de 2,9 bilhões em 2012 para 10,2 em 2016, e isso vai ter um reflexo nos fornecedores de hardware e software, como a IBM e HP, que provavelmente terão uma enorme queda em suas vendas nos próximos 2 anos.

Claro que essas empresas estão reagindo, algumas fornecendo seus próprios serviços de Cloud Computing, mas ainda assim o ramo de hardware sai prejudicado, a ponto de que para cada dólar ganho com Cloud, elas podem perder até 2 dólares nos outros ramos.

E não são apenas as grandes empresas que serão afetadas pela nova tendência, pois muitas outras menores têm seus negócios baseados no tradicional mercado de softwares empresariais, e precisarão se adaptar à nova realidade.

Porém, este não é o começo de uma nova ordem mundial na tecnologia, e sim mais uma evolução do ramo, na dinâmica dos negócios em encontrar as melhores e mais eficientes soluções para suas operações, e à medida que a tecnologia torna-se cada vez mais importante, este avanço torna-se necessário.

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!