Ser preguiçoso pode ser um sinal de inteligência

Por Redação | 07.09.2016 às 12:00

Existem pessoas que se acham muito inteligentes em algumas situações, mas não muito em outras. Parece até um pouco bobo, mas na verdade tem gente que se sente mais inteligente trabalhando em um escritório do que quando está sentado em um sofá assistindo Netflix. Provavelmente isso acontece porque crescemos ouvindo os outros dizerem "Quem é preguiçoso não vai ser ninguém na vida'. Mas, baseado em um estudo que afirma que os preguiçosos podem ser os mais inteligentes, esse ditado pode estar com os dias contados.

Bom, acontece que isso realmente pode ser verdade. Um recente estudo publicado no jornal The Independent sugere que, pessoas que praticam menos atividades físicas, ou seja, mais preguiçosas, podem ter mais atividade cerebral do aqueles que vivem em contante movimento: "resultados de um estudo apoiam a ideia de que pessoas com um QI elevado são mais difíceis de ficarem entediadas, sobrando mais tempo para se dedicarem ao que estão fazendo. Já aqueles com QI menor, se entediam mais facilmente, desistido do que estão fazendo e buscando logo alguma atividade física para fazer", revelam pesquisadores.

A primeira que coisa que podemos pensar é: "Ótimo! Agora não preciso mais me sentir mal se eu passar o final de semana inteiro todo esparramado no sofá". Na verdade, o estudo conclui que sim, nós precisamos nos sentir mais confortáveis quando nos perdemos em nossos pensamentos, sem a necessidade de estar fazendo várias coisas ao mesmo tempo. Mas também alerta para o fato de não ficarmos muito animados com a notícia, pois como tudo na vida, se não houver moderação, se torna um hábito, podendo até mesmo fazer mal para a nossa saúde.

Assim, não se sinta mal se você não acordou às 5:00 horas da manhã hoje e correu 10 quilômetros antes de tomar café da manhã. Talvez seja melhor pra você usar um tempinho a mais largado na cama, pensando sobre a vida ou planejando como será o seu dia ou revisando os planos para o mês. No entanto, também pode ser uma boa ideia calcular quanto tempo você tem livre e separar um pouco dele para resolver suas pendências, dar uma passada na academia ou então se encontrar com os amigos. Isso porque até mesmo os indivíduos mais inteligentes sabem que esses programas mais ativos são importante para o crescimento, bem estar e felicidade.

Via: Business Insider