Pesquisa afirma que, no Twitter, discutimos pela manhã e choramos de madrugada

Por Ares Saturno | 21 de Junho de 2018 às 19h00

Uma análise que levou em conta mais de 800 milhões de tweets afirmou que o conteúdo daquilo que publicamos é afetado diretamente pelo horário e pelos ritmos circadianos do nosso organismo.

A pesquisa, liderada pela Universidade de Bristol, analisou o padrão de mais de sete bilhões de palavras twittadas a partir de 54 das maiores cidades do Reino Unido entre janeiro de 2010 e novembro de 2014. O conteúdo foi extraído da própria busca do microblog e os dados pessoais dos autores foram suprimidos, de forma que as informações foram categorizadas por seus conteúdos em 73 indicadores psicométricos criados pelos estudiosos.

A conclusão do estudo é curiosa: no início das manhãs de segunda a sexta, o pensamento crítico está em alta, mas o humor deixa a desejar. Enquanto os internautas estão ansiosos para se informar sobre o que está acontecendo no mundo, o mau humor matutino aparece para discutir e se inflamar.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Entretanto, os tweets feitos no silêncio existencial da madrugada, por volta das 3h ou 4h, são mais intimistas e subjetivos. "Durante esse período, as emoções positivas são baixas, a morte e a espiritualidade são as principais preocupações dos internautas", publicaram os pesquisadores.

Fonte: Motherboard

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.