Netflix mostra tolerância zero a abusos sexuais e demite executivo

Por Redação | 13 de Dezembro de 2017 às 16h48
photo_camera divulgação
TUDO SOBRE

Netflix

A Netflix continua impassível em relação à sua política de botar no olho da rua todos os profissionais que forem acusados de envolvimento em casos de abusos e assédios sexuais. Após a demitir Kevin Spacey de House of Cards e cortar relações com o comediante Louis CK, após ambos serem acusados de assédio sexual, a Netflix enfrentou mais um escândalo de denúncias contra o ator Danny Masterson, da série de humor original The Ranch, acusado de estuprar ao menos quatro mulheres.

Em meio a tantas acusações, um executivo da Netflix, Andy Yeatman, se posicionou de forma inesperada: Durante um jogo de futebol infantil em Los Angeles, Yeatman foi abordado por uma mulher que o interrogou sobre a demora na demissão de Masterson após as acusações de estupro. O executivo disse que o motivo era a descrença da Netflix nas acusações feitas contra o ator.

Após o horrível posicionamento do executivo, a Netflix veio a público afirmar que "os comentários do Sr. Yeatman foram descuidados, mal informados e não representam o ponto de vista da empresa". Uma semana depois, anunciaram a demissão não apenas do ator Danny Masterson, mas também do cético executivo, Andy Yeatman, que talvez aprenda a se comportar de forma mais empática e humana. 

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Fonte: The Verge

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.