Investidores da Apple cobram medida contra o vício de jovens em iPhones

Por Redação | 09 de Janeiro de 2018 às 07h57
TUDO SOBRE

Apple

Não há dúvidas de que os smartphones são viciantes, sejam eles Android ou iPhones. Mas o problema não vem incomodando somente pais, professores, namorados e namoradas, mas também investidores da Apple.

Em carta aberta direcionada à companhia da Maçã, a acionista Jana Partners e o CalSTRS, Sistema de Aposentadoria dos Professores do Estado da Califórnia, pedem que sejam tomadas medidas para controlar o vício de jovens nos smartphones, mais especificamente no iPhone.

A carta, que pode ser lida online, mostra os resultados de um estudo com dados referentes ao uso de iPhones por jovens, sugerindo novas opções de controle parental.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Os acionistas citam que, nos Estados Unidos, o primeiro contato de uma criança com um iPhone acontece, em média, aos 10 anos de idade, comentando ainda que elas passam cerca de quatro horas e meia utilizando o aparelho. A pesquisa também afirma que 80% dos jovens americanos conferem seus celulares pelo menos uma vez por hora.

Os investidores afirmam que o vício vem se tornando uma preocupação em constante crescimento nos Estados Unidos e que, cada vez mais, pais relatam que não conseguem fazer os filhos se afastarem dos aparelhos.

Por isso, a questão pode prejudicar a reputação da empresa, afetando suas ações e os investimentos que ela recebe. Juntos, os acionistas contam com aproximadamente US$ 2 bilhões em ações da empresa de Tim Cook.

A Apple ainda não se pronunciou sobre a carta.

Fonte: QZ

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.