Instagram é usado para monitorar consumo de álcool por menores de idade

Por Redação | 30 de Outubro de 2015 às 15h40

É bastante comum que jovens menores de idade consumam álcool. Pensando nisso, pesquisadores da Universidade de Rochester, nos Estados Unidos, descobriram que a melhor maneira de monitorar este consumo é usando o Instagram.

De acordo com o grupo, a rede social pode expor informações de uma maneira mais rápida e barata do que os inquéritos tradicionais, além de fornecer dados referentes às marcas e tipo de álcool que estão sendo consumidos em diferentes grupos demográficos.

Jiebo Luo e a sua equipe publicaram que menores de idade que consomem bebidas alcoólicas "estão dispostos a compartilhar a sua experiência de consumo de álcool" e que o monitoramento do Instagram também pode definir como eles são em um estado "não perturbado".

A equipe de pesquisadores usou a tecnologia de visão de computador para obter dados precisos, adivinhando a idade, sexo e raça. Em seguida, foi criado um dicionário de gírias, e os nomes das marcas de álcool foram usadas para coletar os dados restantes necessários.

Os resultados da pesquisa mostraram que o maior consumo de álcool por jovens menores de idade acontece aos fins de semana e feriados, ou férias, e no fim do dia. No entanto, os pesquisadores ainda conseguiram identificar marcas que tendem a atrair consumidores mais jovens.

"Podemos manter as agências governamentais ou escolas mais bem informados e ajudá-los a fazer intervenções. Nós também podemos usar as mídias sociais para incorporar intervenção direcionada para medir o efeito de qualquer intervenção", afirma Luo.

A novidade agradou Elizabeth Handley, psicóloga clínica e pesquisadora da universidade. "Este novo método pode ser um complemento útil para as maneiras mais convencionais de medição do consumo de álcool por jovens. É uma ferramenta valiosa para avaliar a eficácia da escola ou comunidade, baseada em intervenções preventivas", afirma.

O trabalho dos pesquisadores será apresentado na conferência internacional IEEE na próxima semana.

Fonte: Tech Radar

Canaltech no Facebook

Mais de 370K likes. Curta nossa página você!