IBM, Microsoft e Apple apoiam jovem transgênero na justiça nos EUA

Por Redação | 03 de Março de 2017 às 11h11
photo_camera Telegraph

Um jovem transênero no estado da Virgínia, nos Estados Unidos está disputando na justiça pelo direito de usar o banheiro masculino. Parece uma causa simples, mas a comoção em torno da disputa fez grandes empresas tomarem o lado do adolescente, incluindo gigantes da tecnologia como Apple, Amazon, Microsoft e IBM.

As empresas fazem parte de uma lista de 53 companhias que enviaram um documento à Suprema Corte do país para defender o direito do jovem Gavin Grimm, que está processando o conselho escolar do condado de Gloucester alegando discriminação.

Outra companhias de tecnologia também como Airbnb, eBay, PayPal e Tumblr também integram o documento. Nele, elas argumentam que "indivíduos transgênero merecem o mesmo tratamento e proteção" da justiça como qualquer outra pessoa.

O protesto das empresas bate de frente com uma decisão recente da administração do presidente Donald Trump, que rescindiu a normativa implementada anteriormente por Barack Obama e determinava que indivíduos transgênero são livres para escolher o banheiro com o gênero com o qual eles se identificam.

O caso será julgado pela corte norte-americana no dia 28 de março.

Fonte: Fortune

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.