Especialista em etiqueta virtual ensina como lidar com os “trolls”

Por Redação | 06.07.2016 às 09:49

Daniel Post Senning, especialista em etiqueta nos meios virtuais, elaborou algumas dicas para lidarmos com os “trolls” da internet. E não, não estamos falando das criaturas antropomórficas existentes em videogames, quadrinhos e filmes de fantasia. Os “trolls” da rede são pessoas de carne e osso, que, protegidas pela virtualidade, utilizam fóruns, chats e redes sociais para infernizar a vida dos outros.

“Esclarecendo, não estou falando daqueles que discordam de você. Estou falando sobre ogros horríveis que espreitam outros indivíduos com o único propósito de perturbar as pessoas”, explicou o expert. Sendo assim, “trolls” são aquelas pessoas cujo comportamento online desestabiliza uma conversa ou discussão, provocando e até mesmo enfurecendo as pessoas envolvidas.

Mas como o propósito delas é incomodar, qual a melhor forma de lidar com um “troll” no Facebook, por exemplo? Segundo Senning, que é autor de um livro sobre boas maneiras no mundo digital, a regra de ouro é: não retribuir. “Quando um troll diz alguma maldade, seu primeiro instinto deve ser retrucar. Mas sua maior arma é não responder. Ignorar os trolls é algo subestimado, mas muito poderoso”, disse.

Senning compara os importunadores virtuais aos “bullies” do parquinho ou da escola. “Eles tentam provocar uma reação em você, enquanto eles se escondem atrás do conforto de seus computadores. Você está lidando com um agitador. Eles só estão ali para perturbar ou machucar. Se é esse o objetivo da pessoa, quanto menos atenção você der, melhor”, acredita o especialista. E mesmo que a tentação de responder “soltando os cachorros” seja quase irresistível, Senning aconselha bloquear a pessoa caso ela não desista de importuná-lo. “Se alguém continuar marcando você nas redes sociais para brigar, você deveria bloqueá-lo. E se o assédio se tornar algo sério, você pode denunciá-lo utilizando as ferramentas da plataforma”, concluiu.

Para o especialista em etiqueta comportamental na era digital, ao ignorar os “trolls” você estará resguardando sua própria sanidade e mostrando que é uma pessoa superior a tudo aquilo. Afinal, “haters gonna hate” (algo como “odiadores odiarão”) de qualquer forma, então por que se deixar afetar?

Fonte: Tech Insider