Drone com o Fantasma da Série B sobrevoa partida em clássico pela Libertadores

Por Redação | 15.05.2015 às 11:43

A Amazon quer usar drones para fazer entregas, o jornalismo para capturar melhores imagens e algumas empresas para aumentar a segurança. No entanto, para os torcedores do Boca Juniors, os robôs voadores servem mesmo para zoar com os rivais.

Durante a partida pela Taça Libertadores da América, a torcida do Boca decidiu usar um drone para provocar os torcedores do River Plate. Para isso, eles penduraram um grande lençol no dispositivo para representar o "fantasma da Série B", satirizando o rebaixamento da equipe para a Segunda Divisão do Campeonato Argentino em 2011.

As cenas do drone sobrevoando o gramado da Bombonera rodaram o mundo exatamente por ser algo tão improvável que ninguém acreditaria que aconteceu se não houvesse registros. E é bem provável que vejamos algo semelhante acontecendo no Brasil de agora em diante, já que há muitos times que também precisam pagar a "segundona".

Só que, apesar de ser uma cena bem engraçada — principalmente com os jogadores do River Plate tentando derrubar o fantasma com a bola —, a recepção do público argentino com a piada não foi muito boa por conta da confusão generalizada que veio em seguida, que resultou na suspensão da partida.

Tanto que o piloto de corrida Gonzalo Perlo tirou uma foto no meio da arquibancada ao lado de quem controlava o drone e brincou dizendo que era copiloto do Fantasma da Série B. No entanto, o timing do comentário foi tão ruim que ambas as torcidas se voltaram contra ele.

Além dos xingamentos no Facebook e Instagram, sua página na Wikipedia também foi alterada, descrevendo-o como “piloto de drones conhecido por manejar o drone e atirar gás de pimenta nos jogadores do River Plate para suspender a partida”.

Via: Terra, Trivela