Consumidora é intimidada por pousada para retirar crítica no TripAdvisor

Por Redação | 20 de Julho de 2015 às 15h20

Fazer avaliações em sites de viagens, como o TripAdvisor, já se tornou bastante comum entre usuários da internet. As empresas estão se adaptando à plataforma e aprendendo a lidar com as críticas, porém, uma pousada de Minas Gerais teve uma reação inusitada diante de uma má avaliação.

A estudante de biomedicina Desirée Rivas, de 25 anos, recebeu um telegrama da Pousada Buenos Chalés, na cidade de Monte Verde, com uma ameaça de processo judicial, dizendo que a consumidora deve retirar a sua reclamação do site em até 24 horas.

Telegrama TripAdvisor

A estudante conta que se sentiu intimidada, pois o ato de enviar telegrama não é comum nos dias de hoje, o que a fez pensar que a carta foi enviada para mostrar que eles sabem onde ela mora. Ela ainda diz que antes de receber a mensagem, o proprietário da pousada fez contato telefônico com Desirée exigindo que a reclamação fosse apagada, mas a resposta foi negativa.

Experiência frustrada

A estudande visitou a Pousada Buenos Chalés em fevereiro deste ano, depois de fazer a compra de um voucher em um site de compras coletivas. Porém, ela acabou errando a data de reserva enviada por email à pousada e quando chegou lá, ela e o noivo foram direcionados para um quarto que já tinha hóspedes e, depois de fazer a reclamação, foi acomodada em outro.

Reclamação TripAdvisor

Entre as reclamações de Desirée, também estão o cheiro da água e o frio, contando que a pousada cobra R$ 20 por quatro pedaços de lenha para a lareira. Ela finaliza dizendo que no dia seguinte, o proprietário bateu na porta do casal para avisar que eles estavam na data errada. Ela disse que eles poderiam se retirar, mas ele retrucou afirmando que poderiam ficar, mas mostrando irritação, como se eles não estivessem pagando pelo serviço.

Desirée disse não ter interesse em reaver o dinheiro ou ser indenizada e que não abriu nenhuma reclamação formal. Em junho, ela decidiu apenas comentar a sua experiência enquanto visitava o site, deixando uma nota de duas estrelas.

Segundo Maria Inês Dolci, Coordenadora Institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, a Proteste, ninguém é obrigado a retirar do ar uma avaliação feita em um estabelecimento. Ela conta que é importante apenas que a pessoa deixe clara qual foi a razão para a crítica e recomenda que o caso seja documentado e apresentado à Justiça, pois um local só pode notificar um consumidor caso haja excessos, como ofensas a funcionários.

O TripAdvisor se manifestou sobre o ocorrido e, em nota oficial, disse que qualquer tentativa de intimidar usuários que tiveram uma experiência negativa vai contra as políticas do site. "Quando encontramos evidências de casos como esse, tomamos todas as medidas necessárias para evitar esse tipo de ação".

A pousada também respondeu em nota oficial que as outras críticas no site têm fundamento e que Desirée frequentou a pousada em uma data errada, efetuou a reclamação somente cinco meses depois, dizendo ainda que o relato não condiz com a realidade.

Fonte: O Globo

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.