Como a internet mudou a forma de se relacionar

Por Colaborador externo | 07 de Junho de 2016 às 23h45

Por Caio Bretones*

É muito comum ouvirmos dizer que a internet tem afastado as pessoas fisicamente. Mas, quantos casais você conhece que estão juntos por conta da tecnologia? É cada vez mais usual que as pessoas utilizem ferramentas para encontrar seu parceiro ou mesmo para manter a relação por meio de aplicativos que facilitam a comunicação.

Uma recente pesquisa do Pew Research Center feita nos Estados Unidos indica que 41% dos casais jovens, que têm entre 18 e 29 anos, sentem-se mais próximos dos parceiros por causa de recursos tecnológicos, como ferramentas on-line ou mensagens de texto. Já entre os casais que acreditam que a internet tenha algum impacto na sua relação, 74% a veem como algo positivo.

A tecnologia de fato abriu caminhos e portas, mudou comportamentos e ampliou muito a forma de se relacionar, quebrando muitas barreiras e tornando-se uma grande aliada para aqueles que estão à procura de seu par perfeito. Toda essa facilidade acontece, principalmente, por meio de aplicativos que, com o GPS (geolocalização), localizam pessoas próximas a você, além de reconhecerem seus principais interesses de acordo com seu perfil nas redes sociais. O que antes poderia levar muito tempo para descobrir, pode ser feito em poucos cliques.

Claro que existem os dois lados e todo cuidado é pouco na hora de encontrar alguém que conheceu pela internet. Algumas dicas devem prevalecer, como, por exemplo, marcar o encontro em locais públicos, checar os amigos em comum com a pessoa no Facebook, anotar o telefone, buscar referências e sempre avisar um amigo que está indo encontrar um desconhecido.

Para os que namoram, quantas vezes você liga para ele/ela por semana? Lembra o número de cabeça? Hoje, a troca de mensagens pelo Whatsapp e Skype, com envios de áudios e imagens, tornou-se tão comum que remete à sensação de estar mais próximo da pessoa.

Se, por um lado, toda essa tecnologia consegue aproximar casais, por outro, acaba desviando a atenção das pessoas, que utilizam o dispositivo em jantares, encontros, idas ao cinema e parques, para compartilhar uma foto nas redes sociais ou continuar uma conversa com os colegas de trabalho.

Estamos na era da conectividade, basta sabermos lidar com isso a nosso favor, seja em relacionamentos pessoais ou profissionais. É preciso saber dosar e ter limites. Quando usamos essas ferramentas de forma correta, ela pode nos aproximar de pessoas de todas as partes do mundo.

*Caio Bretones, CEO da Mobile2you Tecnologia, é administrador formado pela Universidade Mackenzie, com passagens em diversas empresas de importação e exportação, como Fedex (Federal Express), onde adquiriu experiência no atendimento e tratamento personalizado dos clientes.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.