Bill Gates faz declaração polêmica sobre refugiados

Por Redação | 13.07.2017 às 16:31
photo_camera Divulgação

Nesta quinta-feira (13), o fundador da Microsoft, Bill Gates, fez uma declaração polêmica sobre a situação dos refugiados na Europa. Em entrevista a um jornal alemão, o homem mais rico do mundo afirmou que a Europa não deve ser tão generosa para receber os africanos que tentam sair de seus países.

Para o executivo, os Estados Europeus devem tornar o acesso dos refugiados mais difícil, sob a justificativa de que manter as portas abertas vai atrair cada vez mais pessoas. “Por um lado, você quer demonstrar generosidade e aceitar os refugiados, mas quanto mais generoso você é, mais essa informação se espalha – o que, por sua vez, motiva mais pessoas a saírem da África”, declarou.

Apesar de a Alemanha ter sido uma das pioneiras da política de portas abertas, Gates aconselhou as autoridades a encontrarem formas de impedir o acesso. De acordo com suas perspectivas, a Alemanha não tem condições de “receber o enorme, gigantesco número de pessoas que estão tentando ir para a Europa”.

Gates também afirmou que seria interessante que os países europeus aumentassem os investimentos para a ajuda humanitária na África, seguindo o exemplo da Alemanha, que fornece 0,7% de seu PIB para ajuda externa. A fundação de caridade de Gates também é conhecida por doar dinheiro para combater a pobreza, doenças e falta de alimento no continente africano.

Via RT