Usar o celular depois das 21h deixa você menos produtivo no trabalho

Por Redação | 27 de Janeiro de 2014 às 07h00
photo_camera Divulgação

É comum: quase toda semana sai um novo estudo que mostra as desvantagens de se usar o celular antes de dormir. Recentemente, uma pesquisa comprovou que o simples fato de utilizar o smartphone para mandar e receber mensagens de texto faz com que você tenha dificuldade para ter uma boa noite de sono.

Agora, o último relatório sobre esse assunto indica que fazer uso dos dispositivos eletrônicos nas horas que antecedem seu sono pode prejudicar sua produtividade no trabalho. E mais: os cientistas recomendam que você se afaste do seu tablet ou smartphone após as 21h00 para que, no dia seguinte, não haja indisposição ou falta de comprometimento no ambiente empresarial.

De acordo com o DailyMail, os testes foram conduzidos por pesquisadores da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, e foram divididos em duas partes. A primeira contou com 82 gerentes de cargos de médio e alto nível que responderam questionários todos os dias durante duas semanas. "Com base em nossas hipóteses, descobrimos que o uso de celulares no período noturno interferiu no sono e deixou as pessoas cansadas pela manhã, o que, como resultado, as deixou menos engajadas no trabalho no dia seguinte", concluíram os cientistas.

Já na segunda parte do estudo, 161 funcionários deveriam completar os mesmos exames clínicos e monitorar a utilização de TVs, smartphones, computadores e tablets durante a noite. Ao final dos testes, foi constatado que os celulares, mais do que qualquer outro aparelho, causam os efeitos nocivos mais poderosos no sono e na eficácia no trabalho. Para os pesquisadores, isso tem uma explicação: como boa parte dos usuários trabalha em seu telefone celular diariamente, fica difícil "abandoná-lo" ao final do expediente mesmo estando em casa.

"Os smartphones são extremamente valiosos para ajudar as pessoas a ajustar suas atividades profissionais em horários e lugares fora do escritório, mas usá-los à noite acaba sendo ruim para o sono, porque dormir é muito importante para ser mais eficiente no trabalho", explica Christopher Barnes, líder da pesquisa. "Como esses dispositivos nos mantêm mentalmente envolvidos com o trabalho até tarde da noite, fica mais difícil nos separarmos dessas preocupações para que possamos relaxar e adormecer", acrescenta.

Além disso - e assim como em outros estudos -, os cientistas afirmam que o mais difícil de evitar no uso dos smartphones é sua exposição à luminosidade durante a noite. "Mesmo pequenas quantidades de luz são capazes de inibir a melatonina [substância que regula o sono no corpo humano e estimulada em ambientes calmos e escuros]", disse Barnes.

Os pesquisadores acreditam que uma das soluções para o problema é que os chefes estipulem um horário para que seus funcionários estejam online e evitem mandar mensagens e e-mails à noite. Já os empregados também devem evitar o uso de celular antes de dormir para não interferir no sono e prejudicar a produtividade no ambiente de trabalho no dia seguinte.

Estima-se que o tempo ideal de sono para os seres humanos seja de sete a oito horas por noite. Quando não conseguimos dormir o tempo suficiente, estamos mais propensos a enfrentar problemas na escola e no trabalho, bem como chances de desenvolver obesidade, hipertensão arterial, depressão, problemas de comportamento e uso de drogas.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.