Tipo de conteúdo acessado por crianças no celular preocupa os pais

Por Redação | 15.10.2012 às 11:35

De acordo com uma nova pesquisa conduzida na Inglaterra pela Phones4U, mais da metade das crianças ganha seu primeiro celular antes de completar o décimo primeiro aniversário, fato que não é muito diferente da realidade da classe média brasileira. Quase um terço dos pais não sabem como proteger seus filhos de conteúdo inapropriado, como pornografia, jogos de azar, violência ou qualquer outro tipo de material adulto. Saiu no site do tabloide britânico The Telegraph.

Embora algumas redes móveis bloqueiem, automaticamente, o acesso a conteúdo adulto (função oferecida pelas próprias operadoras europeias), a tecnologia Wi-Fi dos smartphones mais modernos abre as portas para um mundo de conteúdo irrestrito a qualquer pessoa que utilize um celular para navegar na web. Isso significa que as crianças podem estar acessando conteúdo impróprio frequentemente.

Criança no celular

Crianças estão sujeitas a acessar conteúdo inapropriado no celular (Crédito: Brand X Pictures / ThinkStock)

Quarenta e dois por cento dos pais dizem que estão cientes do que seus filhos podem estar acessando na web. Um em cada oito pais diz que não tem controle algum sobre o que as crianças acessam em seus celulares, enquanto apenas um em 16 pais sabe o que seus filhos acessam em seus computadores.

Os resultados mostraram que 95% das crianças de 11 a 13 anos possuem um telefone. Entre os adolescentes de 14 a 16 anos, 98% possuem seu próprio celular.