Forrester: Estudo mostra o primeiro 'declínio' no uso da internet nos EUA

Por Redação | 19.10.2012 às 09:18

O consumo de internet está em declínio? Uma pesquisa realizada pela Forrester apresenta a primeira redução no tempo de uso da internet nos Estados Unidos, com os usuários permanecendo menos tempo online do que em 2011 e atingindo a mesma média registrada em 2009. As informações são do SlashGear.

Na verdade, os dados, coletados em entrevistas com mais de 58 mil norte-americanos adultos, podem não mostrar uma queda, mas sim uma mudança na noção e no pensamento do que é ficar online.

"Nossos analistas revelaram que 'estar online' está se tornando um conceito fluído. Os consumidores já não consideram algumas das atividades online que eles executam como sendo atividades relacionadas ao 'uso da internet'(...) A internet se tornou uma parte normal de nossas vidas, fazendo com que os consumidores não registrem que estão usando a internet quando estão navegando no Facebook, por exemplo. É somente quando eles estão fazendo uma tarefa específica, como uma busca, considerando este tempo gasto como estar online", relatou a Forrester.

Pesquisa uso internet EUA

Reprodução: SlashGear

A pesquisa ainda mostrou uma redução no número de norte-americanos que possuem um laptop, PC ou netbook em suas casas. Os resultados mostram que os smartphones e tablets são essencialmente utilizados para acessar as redes sociais, enquanto, para atividades mais 'sérias', os usuários preferem usar os tradicionais computadores. Isso pode indicar que as pessoas que usam seus dispositivos móveis para verificar seus perfis nas redes sociais não consideram que estão online quando realizam essa atividade.

O estudo ainda mostrou que os norte-americanos passaram uma média de 19,6 horas navegando na internet em 2012, apresentando uma redução significativa em comparação às 21,9 horas consumidas na internet no ano passado. A pesquisa mostra uma queda constante desde 2009 no número de horas ouvindo rádio, na leitura de jornais impressos e até assistindo programas de televisão.