Felizes para sempre... Até que o Facebook os separe. [Infográfico]

Por Redação | 09.08.2012 às 08:10

Um grupo on-line de advogados especializados em divórcios, o Total Divorce, criou um infográfico para mostrar como as práticas nas redes sociais podem influenciar na hora de uma separação não muito amigável.

A Internet traz diversas opções de sites que visam unir corações solitários e cheios de amor para dar. Mas não é apenas isso que a web traz para os relacionamentos... As redes sociais, por exemplo, podem se tornar grandes vilãs para a harmonia do casal, além de ser um caldeirão de provas para os advogados de divórcio.

Cada vez mais os advogados levam provas diretamente dos perfis em redes sociais para os tribunais. De acordo com o infográfico criado pelos profissionais do Total Divorce, 81% dos membros da Academia Americana de Advogados Matrimoniais usaram informações retiradas das redes sociais como provas durante um processo de separação litigiosa.

O Facebook é o maior "dedo-duro" daqueles que pulam a cerca, pois 66% dessas provas são encontradas na rede de Mark Zuckerberg. Já o MySpace corresponde a 15% desse número e o Twitter 5% (afinal, são poucos caracteres para se entregar, não?).

Ok, mas que tipo de provas um advogado pode coletar de algum post feito nas redes sociais? Muitas. Veja alguns exemplos:

Custódia dos filhos

Se você estiver em uma batalha judicial pela custódia dos seus filhos com sua ex-mulher - que afirma que você é um mau pai devido aos seus hábitos alcoólicos, por exemplo - e esquecer de apagar as fotos do Facebook onde aparece entornando uma garrafa de vodka na balada -, é o suficiente para apresentar a um tribunal.

Outro exemplo é se uma das partes que luta pela guarda das crianças possuir um perfil em um site de namoro. Até aí tudo bem, mas se esse perfil disser que ele (a) é um solteirão livre e desimpedido, sem filhos... Sinto muito, mas a probabilidade dessa informação ser usada contra ela é gigantesca.

Traição

Mensagens para alguém do sexo oposto, que possa ser interpretada como traição pelo parceiro, muitas vezes acabam servindo como prova. Amigos fazendo comentários de que o marido - ou esposa - se comportou de maneira promíscua, ou algo do gênero, também tem o mesmo destino nos tribunais.

Isso sem contar as fotos comprometedoras aliadas a comentários indevidos, que podem comprovar uma mentira por parte do parceiro que havia dito em casa que ia fazer hora extra no trabalho, mas no dia seguinte aparece marcado em uma foto na balada ao lado de várias mulheres. E nem vamos entrar nos méritos da geolocalização...

Pode parecer que não, mas imagine o poder de todas essas provas juntas... Com certeza é bom você prestar atenção no que anda dizendo na rede!

Confira o resultado completo do infográfico - em inglês:

Infográfico do divórcio