FBI usa o Facebook para prender suposto terrorista em Nova York, EUA

Por Redação | 19.10.2012 às 15:10

O FBI (Federal Bureau Of Investigation) prendeu um suspeito de terrorismo na última quarta-feira (17) na cidade de Nova York, Estados Unidos, com a ajuda do Facebook. Os agentes utilizaram a rede social para se comunicar com Quazi Mohammad Rezwanul Ahsan Nafis, de 21 anos, depois dele alegar que detonaria uma bomba na cidade. As informações são do CNET.

De acordo com os documentos oficiais, uma fonte do FBI utilizou o Facebook para se comunicar com Nafis, cidadão de Bangladesh que reside nos Estados Unidos com um visto de estudante. As interações com o suspeito ajudaram na sua captura quando ele tentou detonar um falso carro-bomba próximo ao New York Federal Reserve. Os policiais acreditam que o jovem tenha ligação com a Al-Qaeda.

Agentes FBI

O FBI quer ter mais acesso aos sites de mídias sociais

Entre os dias 6 de julho de 2012 e 8 de julho de 2012, Nafis, o co-conspirador e uma CHS (confidential human source, ou em tradução livre, fonte secreta do FBI) começaram a se comunicar através do Facebook. Durante as conversas, que foram gravadas consensualmente pelo CHS, os três discutiram algumas decisões islâmicas e concluiu que estava livre para continuar com seu plano de realizar um ataque terrorista em solo norte-americano.

O Facebook e outras redes sociais estão sendo muito utilizadas para se comunicar e conseguir capturar suspeitos de terrorismo. A prática não é nenhuma novidade e o FBI agora busca ter mais acesso aos sites para realizar suas investigações.