Minha mãe está no Facebook! E agora?

Por Joyce Macedo | 07 de Agosto de 2012 às 08h15

Já se foi o tempo em que as redes sociais, assim como todo o mundo virtual, eram um território desconhecido da grande maioria dos pais. Hoje eles utilizam as ferramentas disponíveis para se conectar com o mundo - sim, você não é o único que tem esse direito - e, claro, aproveitar para seguir os rastros deixados pelos filhos na internet.

Leia mais: Pais vigiam as redes sociais de seus filhos. Zelo ou invasão de privacidade?

O que acontece é que a nova geração, tão descolada, muitas vezes não possui uma relação tão aberta em casa e não gostaria que seus pais soubessem tudo aquilo que compartilham com os amigos em seu perfil, como foi aquela festa da noite anterior, ou até mesmo que está paquerando alguém na rede. Sinto muito, mas a "liberdade virtual" não existe para mais ninguém!

Às vezes, a proximidade e a vontade de proteger os "pequenos" é tão grande que acabam resultando em situações, no mínimo, curiosas. Nos EUA, uma "mãe-hacker" entrou no sistema da escola dos filhos para alterar suas notas!

Minha mãe tá no face

Clark Kent enfrenta seus problemas de ter sua mãe online no Facebook

Mas este não era o caso da mãe do João Pedro C. Motta, mais conhecido na Internet como o @oficialjoao. Ele vive nas redes sociais e trabalha com programação desde os 11 anos, ou seja, tem uma relação bem íntima com o mundo virtual, diferente da sua mãe.

Os dois até que são bem próximos, mas um dia ela não gostou muito de um dos contatos online feitos por João... Em 2011 ele foi convidado para participar do Teleton, mas sua mãe achou a história estranha, uma vez que, por não ter muito contato com a web, ela não entendia direito o que o filho fazia. Foi o suficiente para ela achar que o contato tinha sido feito por pedófilos e chamar a policia!

Depois de toda a confusão, João explicou tudo direitinho, ela viu o pessoal do SBT que estava por trás do convite e as coisas se acalmaram. Hoje ela possui conta no Facebook e está sempre curtindo tudo o que o filho posta. Além disso, acaba de encontrar uma paquera online! Melhor assim, não?

Essa inclusão digital materna ou paterna também ajuda a estreitar laços e aumentar o contato com os filhos que saíram de baixo da asa e seguiram suas vidas.

"Minha mãe começou a usar o computador no trabalho, quando era secretária. Já as redes sociais ela começou a utilizar para falar comigo quando fui morar em outra cidade", conta Monnai Macêdo, que hoje tem 25 anos e saiu de uma cidade no interior do Maranhão para trabalhar na capital, São Luís. "Ela conhece pessoas de outros países que não falam português e utiliza o Google Tradutor para se comunicar. Hoje ela sabe utilizar mais o Facebook do que eu", completa.

Fato é que essa presença das mamães no Facebook, Twitter, Pinterest e afins também têm rendido boas risadas. Vira e mexe temos acesso a algum print screen que denuncia um zelo excessivo ou até mesmo a reprovação de alguma atitude ou foto postada por sua "cria". Essas situações são tão comuns que já existe até um Tumblr especializado no assunto, o "Minha mãe tá no Face". O site reúne diversas pérolas sugeridas pelos internautas que mostram alguma situação engraçada. E a sua mãe, já se rendeu às maravilhas do mundo virtual?

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.