Universal lançará seus filmes simultaneamente no cinema e no streaming

Por Laísa Trojaike | 17 de Março de 2020 às 12h17
Universal Pictures

Desde que a Netflix começou a ganhar certa visibilidade e alguns de seus filmes chegaram a concorrer ao Oscar, houve uma exigência de que a plataforma de streaming lançasse suas produções originais nos cinemas. Em contrapartida, diante das bilheterias baixas do último final de semana e sem perspectiva de controle da pandemia, os estúdios agora estão vendo as exibições domésticas como uma alternativa tentadora, uma vez que diversos cinemas estão fechando as portas ou reduzindo suas capacidades.

O primeiro estúdio a se render a essa ideia é a Universal Pictures, que está planejando oferecer seus filmes que estão em cartaz para serem vistos em casa por US$19,99. O esquema será semelhante ao de aluguel que vemos, por exemplo, no YouTube, com o usuário pagando o valor e podendo assistir ao filme quantas vezes quiser num período de 48 horas.

Imagem: Universal Pictures

A Universal irá iniciar a liberação de seus filmes para streaming a partir desta sexta-feira (20), com The Hunt, O Homem Invisível e Emma, que estarão disponíveis internacionalmente através de plataformas já populares entre os usuários. Segundo informações do Engadget, os filmes estarão disponíveis na Vudu e especula-se que o iTunes e o Amazon Video também serão parceiros. O primeiro filme da Universal a estrear nos cinemas e em streaming será Trolls 2 em 20 de abril.

Em uma declaração oficial, o CEO da Universal, Jeff Shell, falou sobre a decisão:

"Ao invés de atrasar esses filmes ou liberá-los em um cenário de distribuição desafiador, queríamos oferecer uma opção para as pessoas verem esses títulos em casa, que é acessível tanto física quanto financeiramente. Esperamos e acreditamos que as pessoas ainda irão aos cinemas quando disponíveis, mas entendemos que, para pessoas em diferentes áreas do mundo, isso está se tornando cada vez menos possível".

Com a queda nos números de espectadores e, portanto, de bilheteria, outros estúdios devem seguir a mesma estratégia.

Fonte: Engadget

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.