Star Wars cancelado é finalizado por fãs e lançado no Steam

Por Redação | 06.06.2016 às 11:21

Apesar de o último Star Wars: Battlefront ter agradado aos fãs da série, ele não passou ileso. Muita gente torceu o nariz para o fato de o game ter abandonado um modo campanha para se concentrar somente no multiplayer online. E, exatamente por conta dessa falta, alguém deu um jeito de resolver essa questão ressuscitando o Battlefront 3 cancelado e trazendo-o ao Steam.

Batizado de Star Wars: Galaxy in Turmoil, o game é um projeto encabeçado por fãs para finalizar o game que o estúdio Free Radical não conseguiu na época. Como a LucasArts foi comprada pela Disney, o projeto acabou sendo descartado junto com outros projetos semelhantes — como o caso de Star Wars 1313 — e a notícia de que Battlefront 3 não seria mais lançado, mesmo estando praticamente pronto, fez muita gente se revoltar. Alguns se indignaram ao ponto de colocar a mão na massa e fazer com que o game saísse do papel de uma forma ou de outra.

Assim, o grupo russo Frontwire Studios conseguiu negociar com a Valve para lançar o game e vai trazer a versão finalizada do antigo Battlefront 3 gratuitamente ao Steam. Eles planejam até mesmo liberar alguns DLCs no futuro para prolongar a vida do projeto. Atualmente, o jogo possui mapas inspirados em Hoth, Tatooine, uma sala de testes e um mapa genérico no qual o jogador pode ir do espaço ao solo sem qualquer restrição — algo que ficou de fora do Battlefront da DICE.

Além disso, o game conta com um sistema de classe, seleção de mapas e a possibilidade de escolher entre pilotar uma X-Wing ou uma Y-Wing. Entre as armas disponíveis estão: DC-15S Blaster Rifle, Republic Grenade Launcher, Republic Missile Launcher, Z6 Rotary Blaster Cannon e a A280C Blaster Rifle — ou seja, um bom arsenal para deixar as coisas bem agitadas.

O projeto Galaxy in Turmoil é algo bem recente. De acordo com o site VG247, a Frostwire começou a trabalhar na reconstrução de Battlefront 3 desde o último mês de março, mas o fato de o game original estar praticamente 99% finalizado fez com que os três meses de trabalho fossem o suficiente para concluir o desenvolvimento.

A dúvida, porém, é em como a Disney vai lidar com o lançamento. Como dito, o game foi autorizado somente pela Valve, dona do Steam, e não tem o aval da proprietária da franquia. Porém, o presidente da Frostwire diz duvidar que a empresa faça pressão para retirar o conteúdo do ar. Segundo ele, esse medo realmente existiu em algum momento, mas o apoio da Valve para disponibilizar o título garante uma espécie de segurança para a continuidade do projeto.

Via: VG247, Eurogamer