“Rogue One: Uma História Star Wars” revelará segredos sobre a origem da Força

Por Redação | 11.08.2016 às 06:51
photo_camera Divulgação

O primeiro filme derivado da saga de George Lucas será

Rogue One: Uma História Star Wars

, cuja estreia está prevista para dezembro deste ano. Contando a história de Jyn Erson, uma fora da lei que se une à Aliança Rebelde com a intenção de roubar planos da Estrela da Morte, o filme também revelará segredos sobre a origem da Força.

Atenção: a partir daqui o texto contém spoilers!

O diretor de Rogue One, Gareth Edwards, deu detalhes sobre o planeta Jedha, criado especialmente para a trama deste filme, em uma entrevista à Entertainment Weekly. Segundo ele, o local é uma espécie de “terra santa” da Força e está dominado pelo Império. “A Força é basicamente uma religião em Star Wars, e eles estão perdendo a fé no período em que o filme começa. Tentamos encontrar um local físico que pudesse tratar de temas de perder a fé e a escolha entre deixar o Império vencer, o mal vencer, e o lado bom prevalecer. Tudo isso foi colocado dentro desse lugar que chamamos de Jedha”, explicou o diretor.

Edwards também revelou que Jedha “é um lugar onde as pessoas que acreditam na Força vão em uma peregrinação. Esse lugar foi essencialmente tomado pelo Império e é um território ocupado. Por razões que ainda não podemos revelar, existe algo muito importante em Jedha, que serve tanto para o Império, quanto para os Jedi, parecendo muito com algo que podemos relacionar com o mundo real”. Isso porque Jedha - de acordo com imagens reveladas dos bastidores das gravações - parecerá um tanto quanto o Oriente Médio, com paisagens que lembrarão cidades bastante religiosas como Jerusalém e Meca.

O diretor, além de antecipar essas informações sobre as origens da Força, também deu mais uma pista sobre a trama do novo filme. “Com Jedha, mesmo que exista essa presença opressora do Império pairando em cima deles, há uma resistência que não vai desistir e nossos personagens precisam conhecer essas pessoas e garantir a segurança de uma delas”.

Fonte: EW