“Quarteto Fantástico” tem uma das piores bilheterias da história da Marvel

Por Redação | 10 de Agosto de 2015 às 09h12
photo_camera Divulgação

A descrença dos fãs e as duras críticas da imprensa especializada parecem ter cobrado o seu preço sobre o Quarteto Fantástico. Em seu primeiro final de semana nas telonas norte-americanas, o novo longa do grupo pioneiro da Marvel teve a segunda pior bilheteria da história da Casa das Ideias, acumulando US$ 28 milhões e ficando atrás apenas de Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança, lançado em 2012.

Quando se analisa os números mais a fundo, porém, a situação fica pior. Apesar de ter tido um desempenho superior, Motoqueiro Fantasma estreou em 800 salas norte-americanas a menos, o que coloca o desempenho do filme estrelado por Miles Teller e Kate Mara abaixo daquele protagonizado por Nicholas Cage. Parece que nem mesmo a presença de astros que estão em alta ajudou a conter o fracasso, que já era esperado por muitos.

Essa mesma lógica também se aplica na comparação com O Justiceiro: Em Zona de Guerra, uma produção da Lionsgate que tem hoje o recorde negativo de pior bilheteria para a Marvel, com apenas US$ 4,2 milhões arrecadados. Isso, porém, aconteceu com 1500 salas a menos do que Quarteto Fantástico, além de uma censura 17 anos, um patamar que foi considerado ideal para a mitologia do herói, mas péssimo do ponto de vista comercial.

Ao redor do mundo, a coisa não parece ter sido muito diferente. O novo filme do Quarteto Fantástico estreou em 43 países neste final de semana, combinando um total de US$ 60 milhões. A bilheteria de estreia também é menor que a dos dois filmes anteriores do grupo, considerados como algumas das piores adaptações de super-heróis já feitas, pelo menos pelos fãs.

O fracasso de Quarteto Fantástico ajudou Missão: Impossível – Nação Secreta a permanecer no topo das bilheterias por seu segundo final de semana. A expectativa da Fox é que o filme dos heróis acumule pelo menos US$ 200 milhões em sua permanência nas telas norte-americanas, mas os números bem abaixo do esperado no primeiro final de semana já levam analistas a acreditarem que esse arrecadado não vai passar dos US$ 60 milhões, um número que está, inclusive, abaixo dos US$ 120 milhões gastos em sua produção.

Envolto em controvérsia, o novo filme do Quarteto Fantástico teve seu roteiro alterado durante as filmagens, com o diretor Josh Trank não hesitando em mostrar seu descontentamento com o feedback dos fãs. Entre as reclamações estão a escalação de um ator negro para o papel de Johnny Storm, o Tocha Humana, e uma atualização na trama que colocaria o Doutor Destino não como um déspota, mas sim como um programador e blogueiro com características antissociais. “Eu tinha uma versão fantástica [desse filme]”, afirmou o cineasta. “Vocês provavelmente nunca a verão”.

Fonte: Mashable

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.