Oscar terá categoria para premiar “filmes populares”

Por Felipe Demartini | 09 de Agosto de 2018 às 11h18
photo_camera LA Film School

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou nesta quarta-feira (8) que a cerimônia do Oscar está prestes a ganhar uma nova categoria, relacionada a filmes populares. O anúncio foi feito em uma mensagem no Twitter, onde a organização também revelou mudanças de data e transmissão para a cerimônia mais prestigiada do cinema, que a partir de 2020 acontecerá no início de fevereiro.

A principal informação, entretanto, não veio acompanhada de mais detalhes. Na mensagem, a Academia informa apenas estar trabalhando em um novo prêmio dedicado a “conquista em filmes populares”, o que pode não necessariamente significar que o melhor longa desse segmento possa ser premiado de maneira direta.

Foi a terminologia que levou à especulação, com muitos usuários da rede social, por exemplo, acreditando que o prêmio irá privilegiar dublês ou artistas de captura de movimentos, em filmes com personagens digitais como Planeta dos Macacos ou Vingadores: Guerra Infinita. A hipótese mais aceita, por outro lado, é de que chegou a vez de grandes sagas, filmes de herói ou franquias gigantescas terem um lugar ao sol.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Títulos da Marvel, DC ou da saga Star Wars normalmente não têm espaço nas categorias principais, apesar de costumeiramente serem lembrados em premiações de som, maquiagem ou efeitos especiais. A nova categoria, então, seria uma forma de mudar isso, apesar de a falta de informações não deixar claro exatamente o que se encaixaria como um “filme popular”. Sabemos, apenas, que os longas podem se inscrever tanto para ela quanto para o prêmio tradicional de melhor longa do ano.

A Academia também anunciou que, em 2020, a cerimônia do Oscar vai acontecer em 9 de fevereiro. A data adianta a premiação em quase um mês, já que ela normalmente acontece entre o final do segundo mês do ano e o começo de março. Mais uma vez, as razões para a mudança não foram explicadas, mas elas podem ter a ver com outra notícia boa, que envolve a criação do que a organização chama de uma transmissão “mais globalmente acessível”.

Novamente, sem detalhes aqui, mas a ideia de um streaming pela internet vem rapidamente à cabeça. Claro, interesses comerciais e publicitários, bem como parcerias locais, podem ser complicadores, mas levando em conta a amplitude do Oscar e a força de sua marca, é um trabalho que pode valer a pena ser realizado, principalmente diante das quedas de audiência vistas nos últimos anos.

Em 2019, aparentemente, nada muda. Mas a ideia parece ser entrar na próxima década com fôlego renovado. A audiência agradece, principalmente quem reside em países como o Brasil, onde a transmissão da cerimônia na íntegra acontece somente na televisão por assinatura.

Fonte: Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (Twitter)

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.