Oscar 2019 | Green Book é melhor filme; Bohemian Rhapsody e Roma levam quatro

Por Felipe Demartini | 25 de Fevereiro de 2019 às 09h22

Green Book: O Guia foi um dos grandes vencedores do Oscar 2019. Com três estatuetas, o filme foi um dos principais destaques da noite, levando para casa a categoria principal e, também, o prêmio de Melhor Ator Coadjuvante, com Mahershala Ali levando sua segunda honraria para casa. Mas o longa foi apenas um dos destaques de uma noite com algumas zebras e momentos de tirar o fôlego.

A começar pela performance impressionante de Pantera Negra. O longa da Disney não venceu em nenhuma das categorias principais, mas esteve entre os maiores acumuladores de Oscars levando três categorias técnicas, com Trilha Sonora, Figurino e Direção de Arte. Nas duas últimas, também era a primeira vez que profissionais negros subiam ao palco para receber a homenagem. Destaque também para Homem-Aranha no Aranhaverso, considerado a melhor animação do ano.

Discurso poderoso sobre racismo marcou a grande vitória de Spike Lee pelo roteiro de Infiltrado na Klan (Imagem: The New York Times)

A luta contra o racismo, destaque de muitos dos filmes deste ano, inclusive do vencedor principal, também se refletiu em prêmios. Spike Lee ganhou seu primeiro Oscar “direto” (ele já havia sido premiado de forma honorária em 2006) pelo roteiro original de Infiltrado na Klan, em um dos momentos mais divertidos e importantes da cerimônia. No palco, o cineasta pediu por uma mobilização até as eleições de 2020 nos Estados Unidos e clamou pela escolha correta entre amor e ódio. Green Book: O Guia levou como o Melhor Roteiro Original.

Noite de glória também para a Netflix, que após anos sendo esnobada pelas academias de cinema de todo o mundo, também levou os seus. Roma venceu como o Melhor Filme Estrangeiro e seu diretor, Alfonso Cuarón, também levou uma estatueta para casa, além de ter sido premiado por seu trabalho como diretor de fotografia no longa.

O tema da imigração também foi lembrado por Rami Malek em seu discurso, que citou Freedie Mercury como alguém que viveu sem pedir desculpas, após receber a estatueta de Melhor Ator, uma das quatro que Bohemian Rhapsody levou para casa. O longa baseado na história do vocalista do Queen também ganhou Melhor Edição, Mixagem e Edição de Som. Ainda no mundo da música, roubou a cena a emocionante interpretação de Shallow por Lady Gaga e Bradley Cooper. A música do filme Nasce uma Estrela também foi considerada a Melhor Canção Original do ano.

Confira a lista completa de vencedores do Oscar 2019:

  • Melhor filme: Green Book: O Guia;
  • Melhor atriz: Olivia Colman (A Favorita);
  • Melhor atriz coadjuvante: Regina King (Se a Rua Beale Falasse);
  • Melhor ator: Rami Malek (Bohemian Rhapsody);
  • Melhor ator coadjuvante: Mahershala Ali (Green Book: O Guia);
  • Melhor diretor: Alfonso Cuarón (Roma);
  • Melhor filme estrangeiro: Roma
  • Melhor animação: Homem-Aranha no Aranhaverso
  • Trilha sonora original: Pantera Negra;
  • Canção original: Shallow (Nasce uma Estrela);
  • Melhor roteiro adaptado: Infiltrado na Klan;
  • Melhor roteiro original: Green Book: O Guia;
Roma levou prêmios de melhor diretor e filme estrangeiro, marcando consagração da Netflix no Oscar (Imagem: Divulgação/Netflix)
  • Melhor edição: Bohemian Rhapsody;
  • Edição de som: Bohemian Rhapsody;
  • Mixagem de som: Bohemian Rhapsody;
  • Melhor fotografia: Roma;
  • Melhor figurino: Pantera Negra;
  • Melhor maquiagem e cabelo: Vice;
  • Direção de arte: Pantera Negra;
  • Efeitos visuais: O Primeiro Homem;
  • Melhor curta-metragem: Skin;
  • Curta de animação: Bao;
  • Melhor documentário: Free Solo;
  • Melhor documentário de curta-metragem: Absorvendo o Tabu.

Fonte: Academy Awards

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.